Até onde vai o racismo?

Até Onde Vai O Racismo?
[tempo de leitura: 3 minutos]

“O Ódio Que Você Semeia” baseia-se em um livro de mesmo nome para discutir as consequências do racismo de maneira crua e madura.


“Faça o que mandarem você fazer. Mantenha as mãos à vista. Não faça movimentos repentinos. Só fale quando falarem com você”. Essas foram as instruções dadas pelos pais de Starr, protagonista de O Ódio Que Você Semeia, logo que a jovem completou 12 anos. As ordens são para o caso da jovem ser abordada por um policial, sendo um dos principais ensinamentos para a sobrevivência dos negros moradores do gueto – e que, neste caso, salvou sua vida um dia.

Escrito por Angie Thomas e publicado em 2017, o livro ganhou neste mês uma adaptação para os cinemas, que traz vida a história de Starr (Amandla Stenberg), uma adolescente americana de 16 anos que mora numa comunidade chamada Garden Heights. Contudo, diferentemente dos outros adolescentes do gueto, ela estuda na Williamson, uma escola particular com alunos majoritariamente brancos. Por isso, Starr vive em dois mundos distintos e precisa encará-los de maneiras diferentes. A “versão de Williamson” preocupa-se em não ser “negra demais” e nunca usar gírias do gueto, enquanto a “versão de Garden Heights” esconde qualquer característica adquirida “dos brancos” e teme que seu pai descubra seu namoro com um garoto branco.

  • Save

Desde que foi para essa escola, Starr aprendeu que não deve misturar os dois mundos. Ainda que sua vida já seja bastante complicada, tudo piora quando seu melhor amigo de infância, Khalil (Algee Smith), é assassinado a sangue frio por um policial enquanto voltavam de uma festa. Para agravar a situação, ela é a única testemunha e, quando resolve depor, começa a ser ameaçada, tanto pela polícia quanto pelos chefões do bairro. Ela precisa então decidir se vai usar sua voz para lutar contra a injustiça que tirou a vida de Khalil ou se irá proteger sua vida e sua família.

Dirigido por George Tillman Jr., o filme consegue passar de maneira bem clara a ideia principal do livro, falando de maneira crua e madura sobre o racismo e suas consequências pesadas na vida de milhões de pessoas, capaz de acabar com a vida de uma pessoa. Por ser uma adaptação, alguns trechos e situações não foram colocadas nas telas, mas nada que prejudicasse a narrativa ou deixasse o roteiro incompleto. O trabalho do elenco, que ainda conta com KJ Apa (Chris, namorado de Starr), Russell Hornsby e Regina Hall, que vivem os pais da protagonista, é muito bom e o casting é feito com perfeição, encaixando os atores em seus respectiovs papéis. O grande destaque é Amandla, que no papel de protagonista não poderia representar uma Starr melhor.

  • Save

O Ódio Que Você Semeia não é um filme fácil de ver. É doloroso e violento, porém necessário de ser assistido por todas as pessoas. A história de Starr, infelizmente, não é única. Uma quantidade incontável de negros sofrem diariamente com o ódio de mundo racista. Justamente pelo mundo racista em que vivemos, é importante que todas as pessoas vejam para que sua mensagem seja transmitida devidamente. É um filme para chorar, arrepiar, sentir raiva e, principalmente, entender como o ódio pode ser prejudicial à sociedade.


Deborah Almeida

deborah almeida

tem 20 anos, estudante de Jornalismo, feminista e praticante de yoga nas horas vagas. veio ao mundo para enaltecer as divas do Pop, escrever sobre as coisas loucas que passam pela sua cabeça e fazer origami.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap