skip to Main Content
Os 15 Anos De Meninas Malvadas

Os 15 anos de Meninas Malvadas

Nota do Editor: este é um texto colaborativo entre Bruna Curi e Carolina Cassese.


Qual é o diferencial de Meninas Malvadas e por que o filme continua sendo tão popular? O longa, que completou 15 anos em abril, se tornou um verdadeiro clássico do ambiente high school, conseguindo a proeza de, mesmo depois de tantos anos, continuar agradar públicos diversos. Baseado no livro Queen Bees and Wannabes, de Rosalind Wiseman, e nas experiências escolares da roteirista Tina Fey, o filme gira em torno da vida de Cady Heron (Lindsay Lohan), uma adolescente que passou boa parte de sua vida morando na África junto de seus pais, um casal de zoólogos e pesquisadores. Por conta do estilo de vida de sua família, o crescimento e a educação de Cady foi diferente de outros jovens; ao invés de frequentar uma escola, ela era educada em casa por seus pais.

Porém, essa situação muda quando sua família retorna para os Estados Unidos. A adolescente é matriculada no Colégio North Shore e vai frequentar a escola pela primeira vez na vida. Ao mesmo tempo que isso parece empolgante, o ensino médio também pode ser aterrorizante. O primeiro dia de Cady no novo colégio não é um dos melhores, mas não demora muito para ela torna-se amiga de Janis Ian (Lizzy Caplan) e Damian (Daniel Franzese), que são “excluídos” na hierarquia social da escola. Além disso, ela também conhece as Plastics, o grupo das garotas mais populares da escola.

O grupo é formado por: Gretchen Wieners (Lacey Chabert), Karen Smith (Amanda Seyfried) e Regina George (Rachel McAdams). Regina George é conhecida como a “abelha rainha” e pelo seu comportamento malvado com os outros alunos. Apesar de ser amada por uns e odiada por outros, todos falam e fofocam a respeito de sua vida, como é demonstrado em uma cena do longa:

“Regina George, como é que eu posso começar a explicar Regina George? A Regina George é perfeita. Ela tem duas bolsas de pele e um carro importado prateado. O cabelo dela está no seguro por US$10.000,00. Soube que ela faz comerciais de carro… no Japão. O filme que ela mais gosta é Marcação Cerrada. Ela até conheceu o John Stamos no avião e ele disse que ela era linda. Um dia, ela me socou no rosto… isso foi irado”.

Dirigido por Mark Waters, Meninas Malvadas retrata o dia a dia dos adolescentes no ensino médio. Em uma das cenas, há, inclusive, uma comparação entre o ambiente escolar com a perigosa savana africana. O fato do filme ser contado por meio do olhar de Cady, uma garota que não está acostumada com o ambiente high school, faz com que o espectador compartilhe de sua estranheza.  São representadas confusões entre os alunos, a busca pela popularidade e outros “problemas” que envolvem essa fase da vida. De alguma maneira, a savana africana parece mais civilizada do que esse ambiente repleto de egos inflados e competições supérfluas. O longa se desenrola a partir de vários arquétipos – o que de maneira nenhuma significa que ele é pouco inventivo.

 

Importância

É inegável que o longa também tem uma importância social e dá uma verdadeira aula de sororidade. O chamado Livro do Arraso, em que as garotas escrevem comentários maldosos sobre outras meninas, representa perfeitamente a nossa sociedade competitiva e sexista. A frase “Vocês precisam parar de se chamar de piranhas e vadias. Isso incentiva os homens a fazerem o mesmo”, proferida pela professora de matemática Sharon Norburie (Tina Fey), é incrivelmente atual e faz alusão a um dos principais comportamentos machistas: o slut shaming, estima social direcionado à mulheres que rompem com as expectativas tradicionais de comportamento sexual.

Além de ilustrar a maneira que meninas podem ser hostis umas com as outras, Meninas Malvadas retrata a forma distorcida com que lidamos com nossos corpos. Em uma cena, Cady está na casa de Regina e todas as garotas passam a listar seus próprios defeitos (“Meus poros estão horríveis“, “Meu cabelo é tão estranho…“). A personagem principal não lida de forma natural com a situação, pois não está acostumada a se auto-depreciar. A única coisa que consegue dizer é: “não tenho um hálito bom pela manhã”. Fica claro que as garotas que são mais cruéis com as outras também não consegue ter um olhar generoso com elas mesmas.

Em uma das cenas finais, Cady finalmente se dá conta: “Chamar outra pessoa de gorda não te faz mais magra. Chamar alguém de estúpido não te faz mais inteligente. Estragar a vida da Regina George não me fez mais feliz. O que podemos fazer na vida é resolver os problemas que surgem”.

 

Legado

Mesmo depois de 15 anos, Meninas Malvadas continua sendo relembrado pelos fãs e é um marco da cultura pop. A Netflix, inclusive, classifica o filme como “cult”. O longa também serviu de inspiração para o clipe de um dos mais novos hits da cantora Ariana Grande, thank u, next. O vídeo começa com depoimentos sobre a cantora, uma clara alusão à cena em que os alunos descrevem Regina George. O Livro do Arraso também está presente no clipe, além da icônica apresentação de Natal das Plásticas.

No single Look What You Made Me Do, Taylor Swift utiliza  uma batida idêntica à canção tema de Meninas Malvadas, fazendo referência justamente às rivalidades abordadas no filme (tema recorrente na música de Swift).

Outra forma de celebrar o legado desse filme é a adaptação de Meninas Malvadas para a Broadway. Os boatos sobre a produção do musical surgiram no dia 3 de outubro de 2016, data conhecida pelos fãs como o Dia das Meninas Malvadas, em referência a cena em que Aaron Samuels (Jonathan Bennett) pergunta à Cady o dia – era dia 3 de outubro. Mean Girls, o musical, estreou na Broadway em abril do ano passado, sendo dividido em dois atos e com 25 números musicais, que conseguem transparecer a essência icônica de Meninas Malvadas.

E nunca se esqueçam: às quartas-feiras, nós usamos rosa!


carolina cassese

estudante de Jornalismo, feminista, louca dos gatos, geminiana de sol e alma. apaixonada por mudanças e pelas palavras.

Comente com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Back To Top