skip to Main Content
Precisamos Falar De | Shingai

Precisamos Falar De | Shingai

A capa de James Brown, a meia de Michael Jackson, o sutiã da Madonna, o cabelo dos Beatles, o corte de Grace Jones e o penteado de Amy Winehouse. Eu poderia ficar horas fazendo uma lista com elementos de extrema importância para a construção da imagem de grandes estrelas. No entanto, uma notificação no Instagram, há uns dias, não me permite falar de outra pessoa a não ser Shingai, talentosa cantora com um dos melhores visuais do momento.

Na última semana, durante os quatro passos que repito inúmeras vezes ao dia – desbloquear o celular, abrir o WhatsApp, checar o Twitter e conferir o Instagram –, me deparei com uma grata surpresa. Na última rede citada, uma nova seguidora me chama a atenção por sua foto não convencional.

Ao abrir o perfil, fiquei maravilhado com o que vi. É uma mulher com um visual detalhado, cabelos trançados cuidadosamente e a conta indicando sua profissão como músico. Shingai não me parecia familiar, mas meus olhos logo conferiram o que meus ouvidos já conheciam.

Confesso que custei a encontrar algum material de estúdio da artista, mas os registros de performances ao vivo já mostravam a força da cantora. Para ter uma ideia, o primeiro vídeo que encontrei, gravado em 2015, foi durante apresentação no Felabration, festival de música anual comandado por Yeni Anikulapo-Kuti em homenagem ao seu pai, o lendário Fela Kuti.

Enquanto assistia outro vídeo – um dueto entre YolanDa Brown e Shingai – percebi que no título, entre parênteses, estava a palavra Noisettes. Mistério resolvido! Esse é o nome da banda chefiada pela cantora, da qual é vocalista e baixista. Para minha felicidade, clipes, álbuns e performances acústicas estavam facilmente localizáveis. A música Never Forget You, inclusive, só me dei conta que já tinha ouvido minutos antes de começar a escrever esse texto. A música é um sucesso e explora a magnifica voz da cantora.

A banda britânica, formada em 2003, conta também com o guitarrista Smith e o bateirista Morrison. Juntos, o trio passeia pelo indie rock, jazz e soul com uma pitada retrô setentista em diversas canções. Materiais não faltam, para quem deseja conhecer um pouco mais da banda. É possível ouvir o EP Three Moods of the Noisettes, lançado em 2005, o álbum What’s the Time Mr. Wolf?, lançado em 2007, o compilado Wild Young Hearts, de 2009, responsável pelo sucesso Don’t Upset The Rhythm e, por último, o Contact, de 2012.

Mais familiarizado com a carreira de Shingai, decidi enviar uma DM no Instagram e um e-mail. O contato se desenvolve bem e algum tempo depois já estou escutando o novo single da cantora, lançado hoje, dia 1 de março.

Coming Home é uma canção completamente diferente dos trabalhos feitos pela artista até agora. Um risco que poucos profissionais assumem hoje em dia. “Para mim é importante sair da zona de conforto e não apenas tentar repetir o que fez no passado“, ela conta.

Com sample do hit zimbabuense Shumba, de Thomas Mapfumo, tio de Shingai, a faixa é a primeira trabalhada do seu EP de estreia, agora em carreira solo. Ancient Futures é uma produção próxima ao afrobeat, ritmo que deve permear todo o compilado e ganhar reforço com o vídeoclipe escrito e co-dirigido pela cantora, baseado no afrofuturismo.

A estética deve marcar uma era para a artista e provavelmente se tornar memorável para quem à ver. O material foi filmado nas montanhas de Domboshava e na cidade de Harare, capital do Zimbábue. Diversos profissionais e marcas locais paraticiparam da produção, que chega no próximo dia 7.

Vale dizer que Shingai tem se arriscado também no cinema. Ela fez parte do drama britânico Faces, dirigido por Joseph Adesunloye, lançado no Festival de Cinema de Durban em 2018. E traz como referencia em seu estilo partes do glamour de Hollywood, mas enfatiza que sua mãe é o seu maior icone fashion.

 

É impressionante as historias que um follow podem trazer, não é mesmo? Se você gostou do material apresentado, vale acompanhar o trabalho de Shingai e aguardar o lançamento do EP Ancient Futures, previsto para junho de 2019.

jader theóphilo

Jornalista e produtor de conteúdo. Escreve, principalmente, sobre assuntos culturais.

Comente com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Back To Top