fbpx

O retorno de “Crepúsculo”

[tempo de leitura: 4 minutos]

Revisitando a saga “Crepúsculo”, “Sol da Meia-Noite” propõe uma nova investida na história de Bella e Edward, agora pelo olhos do vampiro.


SSe você é fã de Crepúsculo, provavelmente acompanhou a confusão que aconteceu há anos atrás quando vazou na internet o rascunho de Sol da Meia-Noite, inédito projeto da autora Stephenie Meyer. O livro era uma versão de Crepúsculo narrada pelo ponto de vista de Edward, mas que após o vazamento dos capítulos acabou sendo engavetado pela autora, que decidiu focar em outros trabalhos, como o livro A Química e de Vida e Morte (um Crepúsculo reimaginado e com os gêneros dos personagens trocados).

Passado algum tempo, no primeiro semestre de 2020, a autora finalmente anunciou que estava planejando lançar Sol da Meia-Noite depois de vários anos. Sendo assim, no dia 4 de agosto deste ano, o tão esperado livro do Edward Cullen chegou às livrarias ao redor do mundo.

 

RETORNANDO PARA FORKS

  • Save
Capa do livro

Assim como em Crepúsculo, Sol da Meia-Noite vai retratar a história envolvente e épica de amor entre a humana Isabella “Bella” Swan e o vampiro Edward Cullen. A única diferença é que, dessa vez, a história vai ser narrada sob o ponto de vista do Edward. A trama se inicia quando Bella muda da casa de sua mãe em Phoenix, Arizona, para passar um tempo junto de seu pai Charlie, em Forks, Washington.

Por Forks ser uma cidadezinha bem pequena, em que todas as pessoas se conhecem e cresceram juntas, Bella se torna a atração principal da escola. Todos os alunos estão comentando a respeito da aluna nova, querendo saber sobre dela ou conhecê-la.

Os únicos que não demonstram nenhum interesse por ela são os Cullen, um clã de vampiros que tentam levar a vida da forma mais humana e normal possível para não levantar suspeitas das outras pessoas. Rosalie, Emmett, Alice, Jasper e Edward se passam por irmãos adotivos e filhos de Carlisle, o médico renomado da cidade, e sua amável esposa, Esme. E na escola, os irmãos se destacam por serem estranhamente lindos e intimidadores, já que eles não se relacionam com os outros alunos.

O primeiro contato entre Bella e Edward ocorre durante a aula de biologia, mas as coisas não fluem tão bem entre os dois. Enquanto Bella fica preocupada achando que Edward a odeia e o porquê disso, ele tenta utilizar toda sua força para poder se manter afastado dela, uma vez que o sangue da Bella tem um aroma extremamente atraente para ele. A partir daí vamos acompanhar as tentativas do vampiro tentar se manter afastado da jovem, ao mesmo tempo em que quer ficar por perto dela, enquanto Bella tenta desvendar os segredos e mistérios que ele esconde.

 

Sob Novo Sol

Por se tratar da mesma história de Crepúsculo é natural que algumas cenas e falas de Sol da Meia-Noite permanecem iguais, uma vez que não teria como fazer uma alteração muito grande sem alterar o restante da história que se tornou extremamente conhecida por conta dos livros e dos filmes. Porém, o livro apresenta cenas inéditas que mostram um pouco mais a respeito do Edward e da relação dele com os Cullen.

Você já se perguntou o que o Edward fez durante os dias em que ele passou no Alasca, como uma tentativa de fugir de Bella? Do que aconteceu quando ele salvou ela de ser esmagada por uma van? Ou de como foi o drama para tentar esconder Bella de James, o vampiro rastreador? Tudo isso e muito mais vai ser abordado pela perspectiva de Edward, ampliando ainda mais essa história e esse universo que já conhecemos.

  • Save

Certamente que o grande ponto positivo de Sol da Meia-Noite é o fato de Stephenie Meyer aprofundar e desenvolver melhor alguns personagens, o que acontece – obviamente – com Edward, seus parentes da família Cullen como um todo e até mesmo dos amigos humanos de Bella. O vampiro é um personagem que tem uma história muito intrigante e interessante, de forma que a autora explora pontos do seu passado que até então não tinha sido abordados, ou que tinham sido mencionados de maneira superficial.

Neste livro também é possível conhecer melhor a relação dos membros da família Cullen, de como eles se amam e são extremamente leais mesmo quando não concordam com algo. Sem contar que ainda é possível entender melhor como funciona o dom do Edward de ler mentes e o da Alice de ver o futuro.

Com quase 800 páginas, Sol da Meia-Noite explora e aborda alguns pontos que não tinham sido trabalhados em Crepúsculo. Dessa forma, podemos descobrir novos lados do Edward, até então inéditos. Descobrimos, por exemplo, toda a insegurança do personagem estar apaixonado, sem saber se Bella corresponde a esse sentimento ou se ele é digno desse amor. Também temos a oportunidade de entender o quão intenso esse sentimento é para ele e de como esse amor mudou intensamente sua existência.

Claro que a história de Crepúsculo não é perfeita e que isso acaba repercutindo em Sol da Meia-Noite, uma vez que a história é basicamente a mesma. Hoje em dia já entendemos que o relacionamento entre Bella e Edward não é exatamente saudável, sem contar que a obra peca no quesito da representatividade. Mas dentro do que Stephenie Meyer se propôs a fazer, a autora cumpre muito bem.

  • Save

Ler Sol da Meia-Noite é uma experiência bastante nostálgica, em que voltamos para o tempo em que os livros e os filmes de Crepúsculo estão em extrema evidência. Lendo esse livro você tem a oportunidade de se apaixonar novamente pelo Edward Cullen e de conhecer um pouco melhor da família Cullen, além de se emocionar com essa história épica entre Bella e Edward. E ao final da leitura fica aquele gostinho de “quero mais”.

Bruna Curi

bruna curi

tem 20 anos, é estudante de Jornalismo, mineira, capricorniana e blogueira nas horas vagas. apaixonada por Livros, Filmes e Séries. gosta de escrever, é uma de suas maiores paixões.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap