Crítica: “Como Treinar Seu Dragão 3”

Crítica: “Como Treinar Seu Dragão 3”
[tempo de leitura: 3 minutos]

“Como Treinar Seu Dragão 3” mostra a maturidade adquirida pelos protagonistas, em uma última aventura de encher os olhos e o coração.


Há nove anos, o mundo conhecia pela primeira vez a animação Como Treinar Seu Dragão (2010), baseada na franquia de livros de Cressida Cowell e dirigida por Chris Sander e Dean Deblois. A película nos apresentava a Soluço (Jay Baruchel), um jovem viking bastante inseguro e atrapalhado, filho de Stoico (Gerard Butler), o líder da aldeia de Berk, conhecido por ser um ótimo matador de dragões. Diferente de seu pai, Soluço está longe de ser um matador de dragões, tanto é que quando tem a oportunidade de matar um Fúria da Noite, a espécie mais temida das criaturas voadoras, ele não só desiste como acaba se tornando amigo do dragão Banguela, mostrando para seu pai e para todos da aldeia de Berk que humanos e dragões podem conviver em paz e harmonia.

Passados 4 anos, em 2014, foi lançada a continuação dessa história: Como Treinar Seu Dragão 2. Neste filme, Soluço e Banguela encontram um paraíso de dragões comandado por Valka (Cate Blanchett), a mãe de Soluço. A possibilidade de ter toda a família unida novamente faz com que o protagonista crie expectativas para o futuro, mas tudo isso é colocado em risco devido o temível Drago Sangue-Bravo (Djimon Hounsou).

Agora, em janeiro de 2019, essa emocionante franquia chega ao fim com o filme Como Treinar Seu Dragão 3. Dessa vez, Soluço está determinado a ajudar todos os dragões a escapar dos terríveis caçadores. Junto de sua mãe e de seus amigos Astrid (America Ferrera), Perna-de-Peixe (Christopher Mintz-Plasse), Cabeçadura (Justin Rupple), Cabeçaquente (Kristen Wiig) e Melequento (Jonah Hill), eles organizam ataques constantes à grupos de caçadores, para conseguir libertar as criaturas místicas. A cada ataque, Soluço e seus amigos se tornam mais conhecidos, mas os perigos também aumentam. Dessa vez, a grande ameaça é Grimmel (F. Murray Abraham), um dos mais temíveis caçadores, o responsável por exterminar quase todos os Fúrias da Noite do mundo (o único macho sobrevivente da espécie é Banguela). O perigo é tanto que Eret (Kit Harington) orienta Soluço sobre o modus operandi do vilão. Grimmel não é igual aos outros caçadores que já enfrentaram antes, ele é pior e o mais perigoso de todos e não deve ser subestimado.

  • Save
Em meio à confusão e ao perigo, Banguela conhece um dragão fêmea que desperta seu interesse e atenção. Fúria da Luz, ao contrário do Fúria da Noite, é mais arisca e não deixa os humanos se aproximarem. A presença da personagem mexe com o coração do adorável dragão, colocando em risco o laço existente entre ele e Soluço: ao mesmo tempo em que deseja seguir a amada, Soluço sabe da importância de sua amizade com o o amigo humano. Será que é a hora de deixar Banguela ir embora? Ou o alfa dos dragões deve permanecer ao lado de seu amigo? Esse é um dos principais dilemas abordados em Como Treinar Seu Dragão 3, que traz uma mensagem importante: crescer é importante, assim como as mudanças. O processo pode não ser fácil, com algumas perdas no caminho, mas é necessário.

Desta forma, fica nítida a evolução dos personagens ao longo da franquia, principalmente a de Soluço. Se no primeiro filme ele era bastante inseguro e atrapalhado, sempre causando algum tipo de confusão, neste encerramento da trilogia ele já se porta como o líder de Berk e já está mais confiante, embora ainda cause algumas confusões. Agora, o jovem adulto passa por sua maior provação até então, exigindo ainda mais autoconfiança, maturidade e muito apoio de Astrid.

  • Save

A película apresenta um visual impecável, uma ótima trilha sonora e um roteiro bem construído e amarrado, de forma que os arcos dos personagens são bem desenvolvidos. Como Treinar Seu Dragão 3 é um filme emocionante, feito para todas as idades (enquanto as crianças se divertem, os adultos conseguem captar a importante mensagem presente ao longo da trama), e que apresenta um final digno para essa trilogia fantástica. Nada mais justo para o encerramento de uma das franquias mais consistentes da DreamWorks. Não é fácil dizer adeus, ainda mais para algo tão querido, contudo, Soluço e Banguela vão continuar vivos no imaginário dos fãs e a amizade dos dois ainda vai inspirar muitas pessoas.

Bruna Curi

bruna curi

tem 20 anos, é estudante de Jornalismo, mineira, capricorniana e blogueira nas horas vagas. apaixonada por Livros, Filmes e Séries. gosta de escrever, é uma de suas maiores paixões.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap