fbpx
A nova temporada de "Scream" sofre com a falta de gás da narrativa, mas supera suas falhas com a tão esperada revelação do Ghostface.

Após quase três anos de espera, “Scream” retorna com uma nova temporada – e a agardada revelação do Ghostface!


EEm julho desse ano, o canal norte-americano VH1 exibiu a terceira temporada da série Scream, sub-intitulada Resurrection. Nela, acompanhamos Deion (RJ Cyler) e o Deadfast Club na busca pelo assassino mascarado Ghostface. A produção é inspirada pelos filmes de terror de mesmo nome, conhecidos no Brasil como Pânico (1996).

https://www.youtube.com/watch?v=jm-v5aqXRUs

Para uma temporada aguardada desde 2016, a sequência de Scream deixou a desejar no quesito elenco. A principal causa disso é a frustração dos fãs com substituição dos personagens que acompanhamos desde o episódio piloto. Como já não havia mais história a ser explorada na turma de Emma Duval (Willa Fitzgerald), talvez a melhor opção tivesse sido o encerramento, especialmente após um episódio de Halloween tão impactante quanto o que marcou o encerramento da segunda temporada.

Mesmo assim, a continuação da série apresenta diversos pontos positivos. A divisão da temporada em seis episódios favorece o desenrolar da trama e evita enrolações – com exceção da cena mais irritante da série, em que Shane (Tyler Posey) perde a oportunidade perfeita de revelar o assassino. A terceira temporada também acerta nas referências à grandes obras do cinema, como Clube do Cinco (1985) e nas participações especiais. Apesar de a maior parte dos personagens principais ser interpretada por atores não tão conhecidos, Scream: Resurrection traz Paris Jackson e o rapper Tyga, no papel de Jamal, irmão de Deion.

da esquerda para a direita: RJ Cyler, Christopher Jordan Wallace, Jessica Sula, Keke Palmer, Giullian Yao Gioiello, Giorgia Whigham

Mas o título de melhor personagem da série fica, de longe, com Kym (Keke Palmer). Inteligente e engajada em causas sociais, ela rouba os holofotes do casal protagonista – Deion e Liv (Jessica Sula) – em diversas cenas. Assim, Palmer prova mais uma vez que se dá bem em séries de serial killer, como já havia mostrado em Scream Queens. A gótica Beth (Giorgia Whigham) também não fica pra trás, sendo uma das personagens mais queridas pelo público. É impossível não associá-la a Noah (John Karna), o personagem fã de filmes de terror que marcou presença nas temporadas anteriores.

E por falar em filmes de terror, os estereótipos dos personagens do gênero estão presentes em todos os episódios da série. Na terceira temporada, vemos a final girl – popular personagem feminina sobrevivente – Liv perder espaço para personagens secundárias com muito mais personalidade. Algo que se repete de temporadas anteriores, visto que o mesmo já havia ocorrido com Emma Duval, ofuscada pela melhor amiga Brooke (Carlson Young).

Ao final, a nova temporada de Scream sofre com a falta de gás da narrativa, mas supera suas falhas com a grande revelação do Ghostface, principalmente se considerarmos a criatividade por trás de seus motivos. O que fica no final é sensação interessante de revisitar a franquia de Pânico e as possibilidades deste universo criado a partir do terror.

Compartilhe

Twitter
Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn
Pocket
relacionados

outras matérias da revista

Filmes
Deborah Almeida

O Noah Centineo que elas querem namorar    

“O Date Perfeito” não inova, mas sabe trabalhar muito bem dentro da fórmula, entregando uma comédia romântica clichê muito gostosa de assistir. Após conquistar nossos corações em Para Todos Os Garotos Que Já Amei e Siera Burgess É Uma Loser, o queridinho Noah Centineo ganhou um filme para chamar de seu. Em O Date Perfeito, Centineo não está mais renegado a interpretar apenas um “crush” ou namorado, mas sim o personagem principal da trama. No filme, original da Netflix, ele vive Brooks Rattigan, um adolescente que sonha em entrar para a universidade de Yale. Apesar de ter boas notas, seu currículo

Leia a matéria »
Back To Top