Na Prateleira de Cima | Conhecendo Joël Dicker

Na Prateleira De Cima | Conhecendo Joël Dicker
[tempo de leitura: 5 minutos]

Sabe aquela sensação de conhecer um autor incrível e de querer conversar sobre ele com outras pessoas? Eu me sinto dessa maneira com Joël Dicker, o escritor suíço de 33 anos. O meu primeiro contato com as obras dele foi através do Intrínsecos, clube do livro da Editora Intrínseca, em que os assinantes recebem um livro exclusivo e que ainda não foi lançado no Brasil.

  • Save

Foi graças à O Desaparecimento de Stephanie Mailer que conheci o trabalho de Dicker. O livro enviado pelos Intrínsecos é um romance policial que se passa na pacata cidade de Orphea, localizada na costa leste dos Estados Unidos, conhecida por seus famosos festivais de teatro. É durante o evento do dia 30 de julho de 1994 que vários assassinatos acontecem, colocando prefeito da cidade e toda sua família como vítimas. Na época, a investigação é entregue aos jovens policiais Jesse Rosenberg e Derek Scott, que, mesmo com poucas pistas, conseguem encontrar o assassino.

  • Save
Porém, 20 anos depois do ocorrido, a jornalista Stephanie Mailer começa a investigar o caso novamente, uma vez que há indícios de que Jesse e Derek pegaram o cara errado. Para agravar a situação, Stephanie desaparece alguns dias depois. Desse modo, Jesse e Derek decidem investigar o desaparecimento da jornalista e reabrir o caso.

O Desaparecimento de Stephanie Mailer é um thriller emocionante. A todo momento, eu ficava curiosa para saber o que iria acontecer em seguida e para saber quem era o verdadeiro culpado, com o autor sabendo muito bem a melhor forma de construir essa surpresa. O livro está longe de ser previsível. Além disso, algo que me encantou na escrita de Joël Dicker é a maneira que ele desenvolve os personagens e como eles se relacionam.

Dessa forma, depois de ler a história, eu senti que precisava conversar com outras as pessoas sobre a obra e sobre o seu autor. Eu precisava compartilhar com alguém o meu achado. Joël Dicker. Então, comecei a pesquisar.

 

Vida

Filho de um professor francês e mãe bibliotecária, Joël Dicker nasceu em Genebra, na Suíça, no dia 16 de junho de 1985. Durante sua infância e adolescência, o autor frequentou escolas de sua cidade e, aos 19 anos, se inscreveu no Cours Floren (uma escola de teatro) em Paris, França. Após ficar um ano na capital francesa, Dicker regressou para sua terra natal, onde começou a frequentar a Faculdade de Direito, concluindo o Mestrado na Universidade de Genebra em 2010.

  • Save

Neste mesmo ano, aos 25 anos, Joël vence o Prix des Ecrivains Genevois, um prêmio dos escritores de Genebra para manuscritos não publicados. Pouco tempo depois, Bernard de Fallois, um editor parisiense, adquiriu o original vencedor do concurso, o Les Derniers Jours de Nos Pères (Os Últimos Dias de Nossos Pais, traduzido para o português), publicando-o no início de 2012.

E foi assim que Dicker deu início à sua carreira literária.

 

Obras Importantes

O primeiro livro de Joël, Os Últimos Dias de Nossos Pais, relata a vida do jovem Paul-Émile, que deixa Paris e se muda para Londres, onde tem a esperança de se juntar à Resistência. Na Inglaterra, ele é recrutado pelo serviço secreto britânico SOE (Executiva de Operações Especiais) criada por Winston Churchill durante a Segunda Guerra.

  • Save

Durante esse período, Paul-Émile passa por vários treinamentos ao lado de seus companheiros, preparando-se para voltar à França e contribuir para resistência. Neste livro, o autor constrói uma trama que gira em torno da amizade, do amor e do medo, além de gerar uma reflexão a respeito do ser humano e de suas fraquezas. O que se destaca em Os Últimos Dias de Nossos Pais é o fato de Dicker relembrar e abordar a criação da SOE, que permaneceu em segredo por muitos anos.

  • Save
Ainda em 2012, o escritor suíço publicou A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert. Nesta segunda obra, conhecemos o famoso escritor Marcus Goldman. Aos 28 anos de idade ele viu sua vida se transformar radicalmente ao publicar um livro que se tornou um best-seller. Porém, a fama costuma ser passageira e ele vivencia isso na pele, uma vez que passa a ser esquecido pelas pessoas depois de não publicar nada relevante.

Marcus sonha em escrever um livro que se torne um grande fenômeno, que o consagre como um autor importante, de forma que ele recorre a ajuda de seu mentor, Harry Quebert, para superar seu bloqueio literário. Harry é um dos escritores mais respeitados dos Estados Unidos, sendo a pessoa perfeita para ajudar Marcus a escrever um novo livro. Porém, quando um corpo é encontrado na propriedade de Quebert, torna-se missão de Marcus provar a inocência de seu amigo e mentor. Dessa forma, ele vai iniciar uma própria investigação, embarcando no passado e nos segredos sórdidos de Harry.

O livro fez tanto sucesso que, em 2018, chegou à televisão com a minissérie The Truth About The Harry Quebert Affair. Dirigido por Jean-Jacques Annaud, o elenco é composto por Patrick Dempsey, Kristine Froseth, Ben Schnetzer, Virginia Madsen, Victoria Clark, Wayne Knight, Damon Waynas Junior, Colm Feore, Matt Frewer, Don Harvey e Kurt Fuller.

Em 2015, o personagem Marcus Goldman retornou em O Livro Dos Baltimore. Durante sua adolescência, Marcus aproveitou sua juventude ao lado dos primos e tios em Baltimore, mas, como a felicidade não é duradoura, algo fatídico e inesperado acontece acaba por marcar sua vida. Nesta obra, Joël Dicker retrata um pouco mais sobre a juventude do famoso Marcus Goldman, além de abordar questões presentes na vida de todas as pessoas: rivalidade, traição, sucesso, paixão e inveja.

Então, se você gosta de romances policiais, thrillers, eu recomendo dar uma chance para Joël Dicker e suas obras. A narrativa do autor tem fluidez e a construção de seus personagens é complexa, sendo difícil conseguir ter uma opinião concreta sobre eles logo no início do livro. Mas, a melhor coisa, na minha opinião, é a quebra de expectativas, uma vez que suas obras não são previsíveis e repletas de clichês.

  • Save

Dê uma chance ao Joël Dicker; eu juro que vale a pena! Você não vai se arrepender.

bruna curi

tem 20 anos, é estudante de Jornalismo, mineira, capricorniana e blogueira nas horas vagas. apaixonada por Livros, Filmes e Séries. gosta de escrever, é uma de suas maiores paixões.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap