fbpx

“Vis a Vis: El Oasis”: última temporada perde fôlego

[tempo de leitura: 7 minutos]

Em uma 5ª temporada em formato de spin-off, “Vis a Vis” chega a seu encerramento deixando a desejar nas soluções e desfecho proposto.


Nota da Colab: este texto contém spoilers.

 

AA quinta e última temporada de Vis a Vis chegou no catálogo da Netflix na sexta-feira, dia 31 de julho, trazendo a — não tão surpreendente — união entre a poderosa Zulema Zahir (interpretada pela brilhante Najwa Nimri) e a destemida Macarena Ferreiro (vivida pela talentosa Maggie Civantos). A temporada, intitulada Vis a Vis: El Oasis, é considerada um spin off e ao mesmo tempo a quinta temporada de Vis a Vis.

 

O Oasis

Após sair da prisão, Zulema e Macarena se arriscam em empregos medíocres. Entediadas com a ‘vida normal’ e cometendo pequenos delitos, como roubos a joalherias, as duas resolvem se unir para dar um golpe final: roubar uma tiara de diamantes da filha de um poderoso chefe do narcotráfico mexicano, no dia do casamento dela.

Para isso, elas recrutam a banda, formada por Goya (Itzar Castro), já conhecida do público, sua namorada Triana (Claudia Riera), e Flaca (Isabel Naveira). Juntas, as cinco planejam e executam o golpe no dia da cerimônia de casamento de Mônica (Lisi Linder), filha de Ramala (David Ostrosky), um dos mais poderosos traficantes da região.

A irmã adotiva de Mônica, Kati (Alma Itze), revoltada com Ramala por ter matado seus pais biológicos, também decide fazer parte da banda. Apesar de terem se unido para realizar o crime, cada uma das mulheres têm motivações diferentes. Macarena agora grávida, busca uma maneira de assegurar um futuro melhor para o seu filho e Zulema... o que esperar da personagem mais destemida da série? Talvez busque o prazer do último assalto e a sensação de liberdade e poder.

  • Save
As personagens protagonistas Macarena Ferreiro e Zulema Zahir

Além das cinco mulheres, outros personagens aparecem, mas sem força para tornar a história mais interessante. O drama familiar vivido por Vivi (Paula Gallego), filha violada pelo pai, parece querer ganhar forças quando a menina pede que Zulema lhe ensine a tirar, para que ela possa dar fim a vida do homem abusador. Ali parecia nascer uma nova Zulema Zahir, mas a história foi deixada de lado.

Assim como também é abordado de maneira vaga e até preguiçosa a história de Cepo (Lucas Ferraro) e Ama Castro (Ana María Picchio), irmão e mãe de Sandoval (Ramiro Blas) respectivamente.

VALE A PENA?

É claro que Vis a Vis merecia mais uma temporada. No entanto, esperava-se que o capítulo final fosse forte e bem escrito, o que não acontece. Mesmo com as atuações brilhantes de Najwa e Maggie (e também do resto do elenco), e com a força impressionante da personagem Zulema, a 5ª temporada é um pouco arrasta e um tanto quanto vaga.

Algumas histórias ficam pelo meio do caminho, como da personagem Vivi. Outras parecem nem ter um começo e já tem um final, como do jovem Lucas (Ismael Palacios), que sofre bullying por ser homossexual e tenta se matar afogado na piscina. Além do mais, a perseguição dos narcotraficantes em busca da banda de Zulema deixa muito a desejar.

Outra ponta mal abordada, é quando a vilã de Vis a Vis descobre que tem um tumor maligno no cérebro e começa a ter alucinações com ela mesma vestida com o uniforme de presidiária. As cenas não dizem muito na história apesar deste ser um fator crucial para o desfecho da personagem.

  • Save
As personagens de “El Oasis”

É prazeroso rever Zulema e Macarena, mas a temporada deixa a desejar e entrega um final muito aquém do que a série mostrou nas temporadas anteriores.

 

O DESFECHO

Quem esperava ver outros personagens como a carismática Tereza (Marta Aledo), a espevitada Rizos (ou Cachinhos) (Berta Vázquez), Fábio (Roberto Enríquez) em uma retomada romântica com Macarena, ou outros personagens das temporadas anteriores, pode ficar decepcionado. Isto porque os atores não aparecem em cena, e nem são mencionados.

A exceção fica por conta de Saray Vargas (Alba Flores), que surge em uma cena brilhante para dançar e cantar sobre o caixão de Zulema e em alguns flashbacks, além de Sandoval, o personagem mais repugnante da série que aparece para atormentar um pouco mais a história.

É nessa temporada de Vis a Vis, inclusive, que descobrimos um pouco mais sobre o passado de Sandoval e sua família — mas, novamente, o assunto não é muito aprofundado.

 

A MORTE DE ZULEMA

O final de uma das vilãs mais emblemática era ainda uma incógnita. Como seria o fim de Zulema que já tinha sobrevivido às mais diversas situações?

  • Save

Morrer parecia um tanto quanto banal (e quem seria capaz de matá-la?), ser presa já era algo comum, e a redenção seria absolutamente inverossímil. O final de Vis a Vis, no entanto, apesar de desagradar alguns fãs, fez sentido. Zulema, no momento que está fugindo com Macarena, desiste de escapar e se entrega à morte, sabendo que será fuzilada pelos narcotraficantes.

A princípio parece estranho ver a vilã se entregar, justo ela que nunca desistiu da sua liberdade. No entanto, percebemos, em seguida, que a morte é a única forma dela se livrar da doença que lhe aprisiona o corpo. “Prefiro morrer aqui do que numa cama de hospital”, ela diz à sua versão imaginária enquanto se ajoelha esperando que os capangas de Ramala se aproxime.

Embora tenha sido uma saída estratégica para o fim da personagem, é dolorido ver Zulema sendo fuzilada. A cena é bem feita e precisa. A vilã, que de tão terrível e astuta conseguiu ganhar a simpatia e o carinho do público, também fez o inspetor Castillo (Jesús Castejón) chorar com sua morte.

Muitos fãs de Vis a Vis além de ficarem indignados, acreditaram que Zulema estava fazendo isso em prol de Macarena, dando a chance de que a loira seguisse sua fuga sem olhar para trás. Mas, como afirmou a própria Najwa em uma entrevista, “o ato de morrer não tem haver com nenhum ato épico, é puro aborrecimento, é um simples ‘ya está’ (assim está).”

  • Save

Além do mais, a própria Zulema já havia afirmado — em uma cena emblemática — que tinha medo de ficar velha, especialmente na cadeia, mas não de morrer, porque “só morre quem é esquecido, e de mim irão lembrar“.

 

TEMPORADAS ANTERIORES

Vis a Vis é uma série espanhola exibida inicialmente pelo canal Antena 3 e posteriormente pela Netflix. A produção estreou em 2015, mostrando a vida de Macarena Ferreiro, uma jovem que é  enganada pelo amante e acaba sendo presa grávida, acusada de quatro crimes fiscais e condenada a sete anos de reclusão.

O desenrolar da história é dinâmico, e desenvolve bem os personagens — tanto internos (na prisão), como os externos (a família de Macarena ganha destaque ao longo da narrativa). Entre as personagens da série, se destacam além da protagonista (Macarena) e da antagonista (Zulema), a Cachinhos Estefânia, a Sole (mãe do grupo), a cigana Saray e a prepotente Anabel (Inma Cuevas).

  • Save

Embora os personagens masculinos também tenham relevância, como o guarda sedutor Fábio, seu amigo Palácios (Alberto Velasco), e o asqueroso médico Sandoval, a série deixa claro que é de mulheres, sobre mulheres e sobre a força e embate feminino. Outro ponto positivo também é a mudança das detentas de Cruz del Sur para Cruz del Norte, onde encontram novos desafios e temos que enfrentar prisioneiras e regras diferentes das que estavam habituadas.

No geral, Vis a Vis entrega uma boa história, com personagens fortes, uma protagonista destemida e dúbia, que conversa bem com os conflitos humanos — nem tão boa moça, nem tão vilã — e uma antagonista cativante, poderosa e cheia de nuances que fazem com que a história fique ainda mais atrativa.

 

Vis a Vis X Orange is The New Black

Assim que surgiu, Vis a Vis chamou atenção por uma possível semelhança com uma das séries mais famosas da atualidade e foi chamada de “A nova Orange is the New Black“, por ambas abordarem o tema de cadeia e terem uma protagonista loira que acaba de entrar na prisão.

No entanto, logo de cara, a série da Antena 3 entrega as diferenças. Macarena, ao contrário de Piper Chapman (Taylor Schilling)(protagonista de OITNB), se mostra mais destemida e forte – não que a protagonista de Orange não seja, mas os dramas de Piper são mais arrastados e em Vis a Vis vemos mais ação e reviravoltas.

  • Save

As personagens das duas séries também são bastante diferentes. Enquanto Orange foca nos grupos de presidiárias (as latinas, as negras e a ‘família’ de Piper), na produção espanhola isto não é mostrado e cada presa está ali por si mesma, fazendo com que a tensão fique por conta do embate da mocinha (não tão mocinha assim) Macarena e da vilã Zulema.

Já as semelhanças ficam por conta da necessidade da protagonista de ‘endurecer’ em meio ao ambiente hostil da prisão, da figura “materna” (Sole, em Vis a Vis, e Red, em OITNB) e do vício em drogas (tema que aparece em Vis a Vis com a personagem Terê e em Orange com algumas outras personagens).

Em resumo, tanto o laranja é o novo preto quanto a maré amarela entregam personagens cativantes e complexas, mas com histórias diferentes – embora compartilhem o tema da prisão. Os enredos vão se distanciando cada vez mais a medida do desenrolar dos capítulos.

  • Save

Quem viu uma pode gostar da outra, mas não espere histórias com o mesmo estilo narrativo e recheadas de semelhanças.

 

Muito além de Zulema Zahir

Uma das personagens mais emblemáticas da série com certeza é a vilã Zulema Zahir. Em Vis a Vis descobrimos o talento de Najwa Nimri, também conhecida por interpretar a inspetora Alice Sierra em La Casa de Papel. Tanto do lado dos bandidos quanto do lado dos mocinhos, a atriz deu um show de interpretação.

Mas o talento de Najwa não se restringe apenas estas duas obras. Nas telas do cinema, a atriz espanhola com ascendência jordana esbanja talento em Quién Te CantaráEl Árbol de la Sangre, no curta La Octava Dimensión e em outros títulos.

Najwa também solta a voz e mostra seu talento como cantora. O destaque fica por conta das canções Lento, No Tengo Miedo a Llorar e seu lançamento mais recente, Panpan. Vale a pena conferir!

Diandra Guedes

diandra guedes

Jornalista, mineira, pisciana e apaixonada por Cultura em geral. Ama teatro, séries e é fã de MPB e samba.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap