fbpx

O retorno envolvente de “Virgin River”

[tempo de leitura: 4 minutos]

A segunda temporada de “Virgin River” retorna com a mesma estrutura narrativa do ano anterior, mas ainda mais envolvente e emocionante.


Nota da Colab: este texto contém spoilers.

 

QQuase um ano após o lançamento de Virgin River, série original da Netflix baseada nos livros da autora estadunidense Robyn Carr, a segunda temporada do programa finalmente estreia na plataforma de streaming para a felicidade dos fãs.

O seriado conta sobre a vida na enfermeira Melinda “Mel” Monroe (Alexandra Breckenridge), que decide se mudar de Los Angeles para uma cidade do interior chamada Virgin River. Ela toma essa decisão para se afastar de sua antiga vida, e das memórias que construiu junto de Mark (Daniel Gillies), seu falecido marido. Porém, adaptar-se à nova vida em Virgin River não é tão fácil como parece.

  • Save

A primeira temporada de Virgin River é focada na adaptação de Mel na cidade que precisa lidar com alguns problemas, como é o caso de Doc (Tim Matheson), médico local e chefe dela, que não quer aceitar a ajuda e a demite logo no primeiro dia de trabalho. Além disso, ela é obrigada a lidar com a diferença entre a vida agitada na cidade grande com uma vida mais pacata no campo. E ao decorrer dos episódios, vemos Mel se acostumando com a vida em Virgin River, graças à ajuda de Jack (Martin Henderson), dono de um bar local, e Hope (Annette O’Toole), a prefeita da cidade.

 

SEGUNDA TEMPORADA

A segunda temporada de Virgin River poucos meses após os acontecimentos da primeira e, dessa vez,  os personagens são obrigados a lidar com algumas consequências que aconteceram na temporada anterior: Jack descobriu que sua ex-namorada, Charmaine (Lauren Hammersley), está grávida e isso afetou diretamente no relacionamento que ele estava começando a construir com Mel, visto que finalmente ela estava se abrindo para a possibilidade de um novo relacionamento desde a morte do ex-marido. Além disso, Hope e Doc decidiram reatar com o casamento, mas ao invés de contarem para as pessoas, eles decidem esconder o namoro para não se tornarem alvos das fofocas da cidade.

A trama central dessa temporada gira em torno da gravidez de Charmaine e de como Jack e Mel vão fazer para lidar com a situação. Inicialmente, o clima entre os três fica um pouco estranho; Charmaine até chega a ser um pouco hostil em relação a Mel, mas ao longo dos episódios Jack deixa claro seus sentimentos e seu desejo de ficar com a enfermeira.

Além do foco envolvendo esses três personagens, a segunda temporada também retrata alguns dilemas dos moradores de Virgin River e de alguns eventos importantes que ocorreram na cidade. O público tem a chance de descobrir um pouco mais sobre o misterioso passado de Paige (Lexa Doig), e que vai acabar afetando Preacher (Colin Lawrence) de certa forma. Também temos a chegada de Lizzie (Sarah Dugdale), a sobrinha de Connie (Nicola Cavendish), o que vai causar alguns problemas devido o comportamento rebelde da jovem. Ainda, o novo ano de Virgin River torna mais evidente a rixa existente com Calvin (David Cubitt), líder de um grupo que vive nos arredores da cidade e que praticam algumas atividades ilegais.

  • Save

Um aspecto que chama atenção nesta temporada de Virgin River é a respeito do desenvolvimento da personagem Mel Monroe. Diferente da primeira temporada, os flashbacks dela e de seu marido diminuíram consideravelmente apesar dela ainda continuar sofrendo pela morte dele – alguns dias são melhores do que outros. Se na primeira temporada, Mel relutava em ter um relacionamento com Jack devido os sentimentos existentes pelo ex-marido, agora ela consegue admitir que gosta de Jack e só precisa de um pouco de coragem para se arriscar e confiar num novo relacionamento. Além dessas questões de relacionamento, também é possível ver que Virgin River realmente está se tornando uma casa para a enfermeira e cada vez mais ela está envolvida e integrada na comunidade local.

Virgin River também explora um pouco sobre o passado de Jack e dos traumas que ele é obrigado a carregar. Aos poucos, o personagem fala sobre o seu tempo no exército e nas feridas profundas que ele tem dessa época, além de mostrar uma insegurança a respeito da paternidade visto que ele teme não dar conta de ser um bom pai e de cuidar de seus filhos. Se ele não foi capaz de manter a salvo todos os homens de seu batalhão, como ele vai conseguir cuidar de gêmeos? Esse é um questionamento abordado pelo personagem em um dos episódios, de forma que Jack vai ter que trabalhar seus traumas do passado.

  • Save

A nova temporada de Virgin River conta com um total de 10 episódios e o ritmo da narrativa se mantem o mesmo da temporada passada, permitindo que o público seja levado para o ambiente acolhedor dessa cidade.  Sendo assim, é possível dizer que a série consegue manter o mesmo nível da primeira temporada entregando uma trama envolvente, emocionante e que consegue prender o público até o último segundo.

bruna curi

tem 20 anos, é estudante de Jornalismo, mineira, capricorniana e blogueira nas horas vagas. apaixonada por Livros, Filmes e Séries. gosta de escrever, é uma de suas maiores paixões.

Back To Top
Right Menu Icon
Share via
Copy link
Powered by Social Snap