skip to Main Content
Os Caçadores De Trolls De Guillermo Del Toro

Os caçadores de trolls de Guillermo del Toro

Já não é novidade para ninguém do meio quem é Guillermo del Toro. O diretor é conhecido por títulos como Hellboy, O Labirinto do Fauno, Círculo de Fogo, A Colina Escarlate e, claro, o novato e muito bem-recebido A Forma da Água. Sempre trabalhando bem próximo da fantasia e do fantástico, del Toro já se estabeleceu como um favorito.

É no meio de todos esses trabalhos que encontramos Caçadores de Trolls, parte de uma vindoura franquia chamada Contos da Arcadia. A série animada, é criada, roteirizada e produzida pelo próprio mexicano, baseada em uma história de mesmo nome criada pelo diretor e o escritor Daniel Kraus. Trollhunters, no original, foi desenvolvida especialmente para a Netflix e tem produção da DreamWorks Animation (lar de animações como Shrek, Kung Fu Panda e Como Treinar o Seu Dragão).

Em Caçadores de Trolls, James “Jim” Lake Jr. (dublado pelo falecido ator Anton Yelchin, da franquia Star Trek) se depara com uma civilização secreta de trolls, vivendo nas profundezas de sua cidade-natal Arcadia, quando, após a morte do Caçador de Trolls, o amuleto místico dos Trollhunters escolhe Jim como o próximo a carregar o manto do Caçador. Assim, o adolescente torna-se o primeiro humano a defender os trolls da raça conhecida como Gumm-Gumms, liderados pelo temível Gunmar (Clancy Brown) e seu filho Bular (Ron Perlman), cujos planos são de dominar os trolls e futuramente tomar posse da superfície.

Sendo mal recebido pelos trolls, que temem os humanos e são uma raça de seres definidos por serem medrosos, Jim precisa provar o seu valor, principalmente por não conseguir se desfazer do amuleto, que continua voltando toda vez que ele tenta livrar-se da nova responsabilidade. Eventualmente, o garoto faz amizade com o troll de seis olhos Blink (Kelsey Grammer) e o gigantesco porém medroso e fofo troll AAARRRGGHH!!! (Fred Tatasciore), que tem como missão ajudar Jim a aprender as leis dos trolls e treina-lo para combate.

Porém, por mais que o garoto mostre-se apto a defender o lugar conhecido como Mercado dos Trolls, Jim não é exatamente o garoto mais popular de sua escola. Ao lado de seu melhor-amigo Tobias “Toby” Domzalski (Charlie Saxton), os dois tentam sobreviver ao ambiente hostil da escola e desviar, sempre que possível, dos bullies. E como Toby está o tempo inteiro ao seu lado, o amigo acaba tomando conhecimento dos trolls e do manto de Caçador de Trolls, como uma espécie de fiel ajudante.

Junto aos dois está Claire Nuñez (Lexi Medrano). A menina sente algo diferente com seu pequeno irmão e logo descobre uma ligação com o universo secreto dos trolls. Unindo-se a Jim e Toby, Claire entra em um missão de salvar seu irmão da Darkland, lugar para onde Gunmar foi banido, e das mãos de goblins metamorfos.

Da esquerda para a direita: Blink, Claire, Jim, Toby e AAARRRGGHH!!!

A primeira temporada, com 26 episódios, estabelece toda a mitologia dos trolls de uma forma bastante divertida. Jim é construído como um herói que nunca poderia ser herói sem a ajuda de seus dois amigos humanos e seus dois amigos trolls, dando espaço para cada um deles mostrar-se útil para a vindoura batalha contra Gunmar. Cada personagem tem o seu momento para brilhar e se mostrar individual, em uma história que vai além da simples jornada do herói.

Gunmar, por sua vez, é construído sem muita pressa, criado como esse crescente problema em que ninguém tem muito conhecido, mas mesmo assim morrem de medo. A personagem é apenas introduzida completamente na segunda temporada, com 13 episódios, quando o vilão torna-se um problema presente. E é durante esse ano que a amizade entre os cinco heróis é colocada em teste, depositando em Jim uma completa confiança em finalmente salvar o bebê Nuñez sem fadar o mundo à Gunmar.

A série animada é divertida, colorida e inteligente em vários níveis, trazendo ensinamentos como a importância de amigos e família, além de ser culturalmente diverso. É, também, fácil perceber referência a outros personagens e histórias na série, como Clube dos Cinco, Guardiões da Galáxia, Os Goonies, Jonny Quest, os trabalhos iniciais de Hayao Miyazaki e Além da Imaginação. E por ser um programa de del Toro, a cultura mexicana é uma importante parte da fantasia, que facilmente captura um público infantil, juvenil e adulto.

del Toro capricha na parte visual da série, trabalhando com uma grande diversidade de cores e tonalidades, como o exemplo do Mercado dos Trolls, um lugar de grande vivacidade

Caçadores de Trolls tem a primeira temporada bem avaliada entre os críticos, com 93% de aprovação no Rotten Tomatoes e 69% no Metacritic. Em 2017, a série teve nove nomeações ao Daytime Emmy Awards, sendo o programa mais indicado do ano entre animações ou live action. A segunda temporada, por sua vez, recebeu seis nomeações ao Annie Awards (o Oscar das animações), também sendo o programa com maior nomeações na edição 2018. Em 2017, Trollhunters ganhou três prêmios no Annie Awards e outros seis no Daytime Emmy Awards.

A franquia animada Contos da Arcadia terá continuidade ainda este ano, quando estreia a série 3 Below, cobrindo a história de dois alienígenas de uma família Real que escapam do planeta natal e caem em Arcadia. Os dois se misturam entre os humanos enquanto tentam consertar a nave para volta ao planeta deles, tomado por um malvado ditador.

A trilogia se fecha em 2019, com Wizards, que será responsável por unir as séries. Aqui, os heróis irão ter que unir forças em uma guerra apocalíptica que determinará quem ficará com o controle da magia, por sua vez decidindo todo o destino do universo.

Caçadores de Trolls terá a sua terceira temporada estreando ainda em 2018, sendo o último ano do programa. Ainda não foi anunciado oficialmente se a dublagem de Jim continuará com Anton Yelchin. Na época da morte do ator e antes da estreia da segunda temporada, os produtores anunciaram que o ator havia gravado falas suficientes para continuar na dublagem do segundo ano. Então, fica aí o questionamento. E a expectativa para a culminação deste vasto e surpreendente universo.


vics

tem 22 anos e é formado em Jornalismo pela PUC Minas. é o Diretor de Arte da revista, sendo o responsável pela criação da identidade visual da zine. ainda, escreve matérias sempre que tem uma boa pauta. ao todo, já assistiu o correspondente a 13 meses em Séries, três meses em Filmes e em 2017 foram dois meses em reprodução de Música.

Comente com a gente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Back To Top