A arte do “Faça Você Mesmo”

A Arte Do “Faça Você Mesmo”

Criatividade vive em todos nós. E não há melhor jeito de se expressar do que fazer algo usando sua própria mão. Não é apenas um hobbie. É um fenômeno mundial!

É com a frase acima que Amy Poehler e Nick Offerman apresentam Making It, um reality show de competição do canal norte-americano NBC. A premissa é bem simples: oito artesãos, especializados em diferentes áreas ou tipos materiais, são convidados a mostrarem seus talentos para construir coisas (o famoso DIY/Do It Yourself, ou Faça Você Mesmo, em português), semana após semana, em volta de um tema específico.

Aqui, os participantes do programa duelam para ganhar um disputado patch temático e o título de “Master Maker” (algo como “Artesão Maioral”, em tradução livre). E, ah!, também tem um prêmio de 100 mil dólares; mas esse não é muito divulgado porque ninguém está muito interessado – afinal, você já viu os maravilhosos patchs? Pelo menos, é isso que acreditam os dois apresentadores, que são velhos colegas de trabalho. Poehler e Offerman, atores e comediantes, estrelaram da premiada e aclamada série Parks and Recreation, entre 2009 e 2015: ela como a positivista e resiliente Leslie Knope, e ele como o rabugento e anti-governo Ron Swanson.

Making It é uma deliciosa e muito bem vinda competição, apresentando uma perceptiva diferença entre os outros programas de mesmo gênero. O reality é bastante positivista e não elabora intrigas e dramas para prender seu telespectador; isso é feito com a ajuda de uma excelente química entre Poehler e Offerman, que deixam o programa bem divertido com seu humor. Os participantes, por sua vez, apesar de estarem ali para vencer o desejado prêmio, estão constantemente mostrando suporte e ajudando os colegas, tecendo elogios e até mesmo ficando felizes por eles terem terminado suas produções a tempo. Fica claro que, mais do que o prêmio, eles querem mostrar seus trabalhos e crescer profissionalmente, vendo aquele espaço como um oportunidade bastante pessoal.

  • Save

Nos cantos, os jurados Simon Doonan e Dayna Isom Johnson. No meio, os apresentadores Nick Offerman e Amy Poehler

Essa realidade vai de encontro com a ideia do programa, que de acordo com o casal de apresentadores, como comentado em diversas entrevistas televisionadas, veio para iluminar um momento obscuro nos Estados Unidos, atribuído principalmente à presidência de Donald Trump e acentuada violência e preconceito que o país vem vivenciando. Making It é um programa onde a pessoa pode assistir e se livrar de seus problemas e torcer pelos seus favoritos, ao mesmo tempo em que se diverte com o ambiente leve e de suporte, ilustrado por um cenário bem colorido e cheio de criatividade.

Na primeira temporada, de seis episódios, o telespectador é apresentado aos competidores Amber Kemp-Gerstel (especialista em artesanatos de papel), Billy Kheel (feltro), Jeffery “Jeff” Rudell (papel), Jemma Olson (tralhas no geral), Joanna “Jo” Gick (designer de interiores), Khiem Nguyen (marceneiro), Nicole Sweeney (marceneira) e Robert Mahar (decoração e designer). Também, unindo-se a Amy e Nick, temos Simon Doonan, um famoso e conceituado paisagista de vitrines, como os da loja Barneys, e Dayna Isom Johnson, curadora do Etsy, um site onde pessoas podem vender seus respectivos produtos feito a mão. Os dois exercem a função de jurados do programa, estando ali para avaliar o trabalho de cada um dos makers e decidir o melhor (que ganhará o patch e estará um passo mais próximo do prêmio em dinheiro) e o pior (que irá para casa) de cada semana.

  • Save

De trás pra frente, da esquerda pra direita: Jeffery “Jeff” Rudell, Amber Kemp-Gerstel, Billy Kheel, Robert Mahar, Joanna “Jo” Gick, Nicole Sweeney, Khiem Nguyen e Jemma Olson

O reality ainda tem uma interessante construção de segmentos. Além das duas provas habituais, conhecidos como “Faster Craft” – que dura três horas – e “Master Craft”, os carismáticos apresentadores não só fazem divertidas notas e narrações do que o telespectador está vendo no momento, mas também performam rápidas esquetes entre alguns quadros. Nessa última parte, é possível assistir Poehler tentando nomear diferentes utensílios do meio (como uma Pistola de Pregos), ou Offerman, vendado, sendo desafiado a nomear os tipos de madeiras apenas pelo cheiro – na vida real, Nick tem um ateliê de marcenaria, onde faz e vende diversos móveis de madeira. Um dos mais engraçados, no entanto, são quando os dois entram em um duelo de trocadilhos baseado no tema da semana.

Making It é divertido do início ao fim, sendo bem construído e carregado de forma bastante natural, seja graças ao seus carismáticos apresentados ou por toda a parte técnica e visual do programa, que busca trazer à vida esse aspecto do DIY. E com apenas seis episódios, é um programa rápido de assistir, perfeito para momentos em que o telespectador quer apenas sentar e relaxar.

O show, infelizmente, não passa no Brasil, mas já foi renovado para uma segunda temporada.


vics

tem 24 anos e é formado em Jornalismo pela PUC Minas, com um MBA em Comunicação e Marketing. é o Diretor de Arte da revista, sendo o responsável pela criação da identidade visual da zine. ainda, escreve matérias sempre que tem uma boa pauta.

ao todo, já assistiu o correspondente a 13 meses em Séries, três meses em Filmes e em 2017 foram dois meses em reprodução de Música.

Back To Top
Share via