skip to Main Content
Poesia Desenhada

Poesia desenhada

Em dado momento do enredo de Como Falar Com Garota Em Festas, graphic novel lançada no Brasil no último mês de agosto, o protagonista ouve que “você não consegue ouvir um poema sem que ele te transforme”. Tal afirmativa, maravilhosamente criada por Neil Gaiman, resume perfeitamente o quadrinho que adapta o conto homônimo do escritor nos traços dos gêmeos brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá.

O trabalho de adaptação realizado por Moon e é impecável. Existe um respeito pelo material original, que é traduzido literalmente para o texto, mas há um toque refinado na maneira com que os gêmeos dão forma e vida a história de Enn. Situada na Londres dos anos 70, em pleno movimento punk, o jovem de 15 anos se encontra no momento mais difícil da puberdade: o desenvolvimento de sua sexualidade. Tímido, retraído e desajeitado para paquerar, o protagonista segue seu descolado e galante amigo Vic para uma festa. Chegando lá, Enn se depara com moças deslumbrantes e incomuns, vivendo uma situação inesquecível em sua vida.

A premissa simples da narrativa ganha profundidade ao ser trabalhada com os devaneios e peculiaridades corriqueiras das histórias de Gaiman. Conhecido por seus enredos alegóricos e fantasiosos que evocam mitologias e folclores consagrados, além de temáticas culturais e referencias artísticas, o autor entrega em Como Falar Com Garotas Em Festas um conto mais intimista e que não se esquece do lirismo ao retratar as diferenças e dificuldades do amadurecimento, além da poesia existente na descoberta do amor. É interessante como o autor encontra na diferente representação das personagens femininas uma forma de resumir o pensamento que muitos meninos adolescentes tem sobre o sexo oposto.

A adaptação literal do texto garante a identidade narrativa do autor, com um texto orgânico e energético, representações sucintas de culturas diferentes (que apesar de extremamente imaginárias e fictícias, aparentam ser complexas e interessantes ao leitor) e recheadas da profundidade existente em todas as obras de Gaiman. Ainda, Moon e deixam a narrativa mais fluída na forma com que exploram a disposição de seus quadros nas páginas, dosando perfeitamente bem quando encher a página com um único desenho, picotar a narrativa em quadros menores ou então trabalhar balões de um mesmo diálogo em ações consecutivas.

A dupla faz um trabalho incrível nos desenhos e na coloração. Com seus traços leves e minimalistas, os personagens ganham movimento em suas ações, complementando o texto perfeitamente. A maneira com que dão vivacidade as expressões faciais de seus personagens colaboram para a melhor compreensão das sensações em cada momento posto nas páginas; nos grandes olhos das mulheres desenhadas são hipnotizantes e magnéticos; a coloração emulando aquarela da tons líricos e poéticos à obra por completo, além de ser extremamente bem explorada ao apresentar as mulheres em tons de vermelho (cor do desejo) ou no uso excessivo de tons amarelos (remetendo a ideia de distração que o protagonista sofre com as personagens femininas).

Página de “Como Falar Com Garotas Em Festas”

Desta forma, Como Falar Com Garotas Em Festas assegura ao seu leitor o mesmo efeito que Enn vive em seu encontro incomum. Com a premissa de que toda poesia nos transforma de alguma maneira, a HQ se afirma como uma bela maneira de sentir os mistérios do amadurecimento e as descobertas do autoconhecimento, colocadas sob a forma de uma poesia desenhada nos tons de um amor inocente.

graphic novel foi adaptada para os cinemas no filme How to Talk to Girls at Parties, que estreou no festival de Cannes em maio deste ano. Contudo, o filme ainda não entrou no circuito mundial e não tem data de previsão de estreia no Brasil. O longa é dirigido por John Cameron Mitchell e conta com Nicole Kidman, Elle Fanning, Alex Sharp e Ruth Wilson no elenco.


João Dicker

João Dicker tem 21 anos e está há dois anos produzindo o blog QuaseTudo, um projeto que é hoje focado em críticas de filmes. Como um dos idealizadores da ZINT, está supervisionando a área de produção de conteúdo escrito, além de escrever as suas próprias matérias. É formado em Jornalismo, além de um Chef aprendiz e um apaixonado pela Sétima Arte, o Cinema.

blog pessoal: QuaseTudo

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Back To Top