skip to Main Content
Akira – アキラ

Akira – アキラ

Akira está de volta! Um dos mangás mais famosos do mundo ganhou um relançamento brasileiro em 2018, (re)apresentando a história para os (novos) leitores.


Os fãs brasileiros já podem matar as saudades da densa e reflexiva narrativa de Akira. O quadrinho japonês que promove discussões sobre poder, corrupção e problemas sociais, com muita ação em uma Tóquio pós-apocalíptica, retorna as livrarias e bancas brasileiras em junho com edição totalmente remasterizada que preserva seu formato e leitura originais.

Publicado pela Young Magazine entre 1982 e 1990, Akira é a obra-prima de Katsuhiro Otomo. Escrito e ilustrado por ele, o mangá é um dos marcos da ficção científica oriental que revolucionou a chegada da cultura pop japonesa no Ocidente. Além disso, é considerado um clássico do estilo cyberpunk, mesmo que o gênero tenha chegado a Terra do Sol Nascente depois.

Imagem da animação “Akira”, lançada em 1988.

Sucesso nacional no Japão, em 1988 ganhou adaptação de mesmo nome em longa-metragem de animação, com direção e arte de Otomo. O anime obteve repercussão mundial e alavancou as vendas do mangá ao redor do globo terrestre. No mesmo ano, o autor concede autorização a Marvel para publicar o quadrinho no selo Epic Comics. Colorido e adaptado para a leitura ocidental tornou-se o primeiro mangá publicado nas duas orientações de leitura.

O reconhecimento internacional fez de Akira uma das principais bases do cyberpunk da década de 1980. Desde então a obra é referenciada em inúmeros mangás e animes, e também em clipes musicais e séries, como, respectivamente, Stronger, do rapper Kanye West, e Stranger Things, dos irmãos Duffers.


Tudo começa com uma explosão atômica na cidade de Tóquio em 1982, dando início à 3ª Guerra Mundial. Especulasse que um menino chamado Akira seja o responsável pela destruição da capital japonesa.

Neste mundo pós-apocalíptico, somos apresentados a cidade reconstruída de Neo Tóquio, 38 anos após o incidente. Repleta de gangues de motoqueiros arruaceiros que espalham o caos pelas ruas, o grupo de Shotaro Kaneda sofre um acidente depois de entrar em uma disputa com uma gangue rival. Tetsuo Shima, o mais novo do bando e melhor amigo de Kaneda, atropela uma criança estranha.

Depois do ocorrido, Tetsuo começa a sentir reações anormais e aparentes poderes. Isso chama a atenção do Governo, que imediatamente o captura, fazendo dele cobaia de seus experimentos secretos. Enquanto isso, Kaneda tenta resgatar o amigo e descobre que o mundo corre perigo.


Cyberpunk

Cidades futurísticas, tecnologia avançada e, em alguma medida, desordem social foram “ingredientes” fundamentais na construção de narrativas famosas, como Akira, Ghost in the Shell, Final Fantasy VII e trilogia cinematográfica norte-americana Matrix. Todas pertencentes a um subgênero de ficção científica, o cyberpunk.

Fã-pôster de “Akira”, feito pelo usuário do Reddit, spicydonut.

Marcado pela máxima “High tech, low life” (“Alta tecnologia, baixa qualidade de vida”, em tradução livre), o estilo, como seu próprio nome sugere, mescla entre o cibernético e o punk. Por isso, as histórias desse gênero são ficções que especulam sociedades pós-modernas em futuro de sombras e tecnologia de ponta.

O subgênero existe desde o inicio dos anos de 1980, entretanto chegou ao seu clímax em 1988 com o sucesso mundial do anime Akira, de Katsuhiro Otomo. O filme, uma adaptação do quadrinho de mesmo nome e autoria de Otomo, cumpre com as características do cyberpunk.

Primeiro mangá e anime do gênero, Akira é a estética geral de um mundo que assombra, mas também encanta. A cidade de Neo-Tóquio e seus muitos arranha-céus é uma personificação do cyberpunk, representada nitidamente pelo seu governo corrupto e autoritário, além da desordem e problemas sociais.


Ficha técnica da edição brasileira de relançamento de "Akira"

Ficha técnica da edição brasileira de relançamento de “Akira”


yuri soares

Jornalista. gosta mais de café e vinho do que gente. não tem nada preferido, mas aprecia The Beatles e cultura japonesa de maneira especial.

Comente com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Back To Top