Um Ano De Um Relato Honesto E Forte à Maneira De Demi

Um ano de um relato honesto e forte à maneira de Demi

Vocais poderosos, melodias consistentes e batidas harmônicas; assim é composto o sexto e mais recente álbum de estúdio lançado, há um ano, por Demi Lovato. Intitulado Tell Me You Love Me, a artista investiu em uma sonoridade mais madura, passando pelo soul e R&B, para mostrar além de sua potência vocal, o que o público ainda não sabia sobre si própria e sua vida. Demi aposta em um discurso sobre vingança e empoderamento que domina e dá o tom a todo o álbum.

Se Sorry Not Sorry deixa evidente já na primeira música a resposta aos haters, todo o resto do disco revela de forma aberta e sincera a vontade de mostrar a que veio. O ritmo leva por alguns momentos a declarações frágeis, provocantes, sem deixar de lado as letras e mensagens ácidas e os melismas, marca registrada de toda a carreira da cantora.

 

Now payback is a bad bitch

And baby, I’m the baddest

You fuckin’ with a savage

Can’t have this, can’t have this

And it’d be nice for me to take it easy on ya, but nah

Baby, I’m sorry (I’m not sorry)

Baby, I’m sorry (I’m not sorry)

Being so bad got me feeling so good

Showing you up like I know that I would

Baby, I’m sorry (I’m not sorry)

Baby, I’m sorry (I’m not sorry)

Feeling inspired ’cause the tables have turned

Yeah, I’m on fire and I know that it burns

 

Com inspirações em Aretha Franklin e Christina Aguilera, esta última com quem colaborou recentemente em Fall in Line, grandes referências para ela e para o álbum como já havia deixado claro, Lovato expõe o que tem de melhor: sua potência vocal, alinhada a baladas intensas e toques eletrônicos que por vezes compõe o som. Uma mistura reveladora de um pop muito adequado a sua voz, apoiado no R&B e soul music.

  • Save

Ao ouvir as 12 faixas do disco, a sensação é que ela quer fazer música que mostre ao mundo o que realmente consegue fazer. Vindo de uma investida sensual em Confident, seu quinto álbum lançado em 2015 e concorrente ao Grammy Awards 2017, revelando singles como a faixa-título, Cool for the Summer ou ainda a carregada Stone Cold, a cantora surpreende pela coragem e grande produção ao falar de relacionamentos abalados. Ela assina a composição de todas as músicas e o álbum tem apenas uma participação, com o rapper Lil’ Wayne, em Lonely.

 

O Disco

  • Save
Com o disco, Demi Lovato conquistou certificado de platina, atribuído a venda de 1 milhão de cópias. Tell Me You Love Me é considerado o álbum de maior sucesso da artista nas plataformas de streaming. Quatro meses após o lançamento, já era o mais ouvido da cantora no Spotify, com mais de 710 milhões de reproduções somados. Além disso, com Sorry Not Sorry, a artista alcançou a melhor posição da carreira na Billboard Hot 100 (8º lugar), tornando-se o single mais bem-sucedido da sua carreira.

Em Lonely, ela se livra do amor provocante, fala sobre um relacionamento que acabou e a deixou arrasada e solitária. É a música mais diferente do álbum, calma e relaxante, apesar da letra carregada e dramática.

  • Save

Aliadas às músicas mais ácidas, Demi Lovato colocou na tracklist um conjunto de faixas mais provocantes e sensuais – Sexy Dirty Love, Ruin The Friendship e Games, por exemplo. Nesta última, Demi fala sobre os ‘‘joguinhos’’ que o cara faz com ela, mandando mensagens de texto confusas e que nem sempre querem dizer exatamente o que está escrito.

Ainda, a canção Only Forever fala sobre um relacionamento que ela deseja profundamente e até incentiva a pessoa a tomar uma atitude para torná-lo realidade. Uma balada intensa e cheia de emoção.

  • Save
Com tanta energia e confiança, não há muito espaço para músicas que mostram um lado mais vulnerável da cantora. Tell Me You Love Me é uma das poucas que dá voz às inseguranças amorosas da artista. Com um coral de fundo, palmas e toques sacros, Lovato traz vocais surpreendes e bem colocados nesta que pode facilmente ser eleita uma das melhores faixas do disco.

O fato é que com produções impecáveis, vocais bem dosados, gostosos de ouvir e muita emoção, o álbum marcou sua carreira e é digno de Grammy, o reconhecimento tão esperado por Demi, mas que não ocorreu na edição deste ano. O que importa é a admiração dos fãs que novamente conquistou, reafirmando assim seu talento e a capacidade de transmitir através da música sua emoção e situações que todos nós vivemos.

Como anuncia a crítica no site oficial da Academia do Grammy“esse é o álbum mais forte que ela já criou… parece que finalmente achou a sua voz: fresca, feroz e sem remorsos”, Lovato finalmente parecia tomar controle da sua vida e sua vocação. Ela nos convence com uma condução confessional de sua maturidade musical e nos deixa esperançosos para o que ainda pode contribuir para a cena pop.

Com o álbum, Demi consegue se manter poderosa e confiante, porém mostra-se mais preparada e segura vocalmente, refletindo assim em um material mais consistente e que muito provavelmente agrada a todos. Os novos ritmos mostram a versatilidade da cantora ao assumir uma nova identidade para sua música de maneira tão séria e potente. Ainda, como sugere o próprio título do álbum: ‘‘Nós te amamos Demi!’. E se você não a amava antes, com certeza vai admitir isso no final do álbum. Desafio lançado!


PLAYLIST

  • Save

<


mike faria

aspirante a Jornalista, apaixonado pela liberdade da escrita e poder da leitura. praticante de natação nas horas vagas, encontrou na Cultura o melhor lugar para se expressar.

Back To Top
Share via