skip to Main Content
NEGRA DRAMA: DRIK BARBOSA

NEGRA DRAMA: DRIK BARBOSA

Cheia de gana e cheia de marra. É assim que Drik Barbosa, a grande revelação do rap, chega com seu EP de estreia Espelho. Com cinco músicas, o trabalho apresenta letras poderosas, que mesclam o R&B e o Rap, trazendo a vivencia, os questionamentos e a força da mulher negra.

Com 11 anos de carreira, Adriana Barbosa, de 25 anos, nascida em Santo Amaro e criada em Vila Mariana, região Centro-Sul de São Paulo, já vem chamando atenção no cenário musical há algum tempo. No entanto, só agora teve o trabalho autoral lançado para o grande público. Para isso, contou com a gravadora Laboratorio Fantasma, selo dos irmãos Emicida e Evandro Fióti, com quem já colaborou na música Avuá, tema do desfile da LAB na edição de 2017 do São Paulo Fashion Week.

Com direção e produção musical de GROU, que já assinou materiais de Emicida, Kamau, Criolo e Rimas & Melodias, Espelho apresenta um ar intimista, mas ao mesmo tempo inspirador. “Cada faixa contém a minha personalidade na forma como falo sobre os temas que abordo. Procuro ser uma pessoa otimista e passo isso nas canções, porém quando falo sobre preconceitos, racismo, machismo e coisas negativas que me rodeiam, sou bem direta para que me ouçam e entendam a urgência de transformar essas questões”, revela a artista.

O primeiro single, Melanina, no entanto, é a única faixa produzida por Deryck Cabreba, que já trabalhou com Criolo, Jay Prince e Don L. Com batidas dançantes e rimas com diversas referencias de personalidades negras, a música traz a participação do rapper Rincon Sapiencia. Além do artista, o compilado musical conta com a colaboração de MC Stefanie, na faixa Espelho. A rapper é uma das inspirações de Drik, que assim como ela, também faz parte do grupo Rimas e Melodias, composto pelas MCs Tássia Reis, Karol de Souza, Alt Niss, Tatiana Bispo e a DJ Mayra Maldijan.

Além disso, o EP mostra a versatilidade de Barbosa ao apresentar a romântica balada Inconsequente e a poderosa Camélia, que se destaca como uma das faixas mais interessantes de sua carreira, com rimas cheias de autoestima, força, empoderamento e representatividade. Canção que faz referência ao grande sucesso Negro Drama, dos Racionais Mc’s. “Várias negra drama tão sem incentivo, ainda quer saber porque eu rimo? O sistema é cruel e segue oprimindo é por isso que eu digo o que digo”, canta.

Além desse trabalho, o primeiro álbum da artista, intitulado Herança, deve ser lançado em breve em parceria com a Natura Musical. Todas as músicas lançadas até o momento e citadas nessa matéria estão disponíveis nas plataformas de streaming.


jader theóphilo

Jornalista, canceriano, apaixonado por Música. adora ser o centro das atenções, mas finge que não. além disso, é devoto de Beyoncé.

Comente com a gente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Back To Top