fbpx

“DON’T FIGHT THE FEELING”: o oásis no meio do deserto

[tempo de leitura: 9 minutos]

A espera acabou! EXO, os intitulados reis do K-pop, retornam com um álbum especial para os fãs, celebrando o aniversário de nove anos do grupo após um considerável período de hiatus. 


Nota do Editor: este texto é uma colaboração entre as Colabs Agnes Nobre e Roberta Melo.

 

NNo dia 8 de abril, em comemoração ao aniversário de nove anos, o EXO anunciou, através de um vídeo spoiler em suas redes sociais, seu primeiro comeback depois de um pouco mais de um ano e meio de hiatus. O vídeo, que deixa pistas sobre o conceito escolhido, animou ainda mais os fãs, que sempre prezam pela consolidada história do grupo desde seu debut — que envolve seus super-poderes e a vinda de um planeta fora do sistema solar, o Exoplanet. Ver o grupo reunido após tanto tempo trouxe expectativas para os EXO-Ls, que precisaram esperar mais dois meses pelo DON’T FIGHT THE FEELING, álbum especial lançado no dia 7 de junho.

 

Por trás do retorno

O álbum como um todo é bastante significativo e pessoal, já que marca o retorno de XIUMIN e D.O., membros que estavam cumprindo serviço militar. Determina também a ida de CHANYEOL e BAEKHYUN para o exército coreano. Ainda, DON’T FIGHT THE FEELING trouxe o inesperado: o regresso de LAY, membro chinês que precisou se afastar das atividades em grupo desde 2016 por conflitos políticos entre a Coréia do Sul e a China. Ao longo de todo esse tempo, o cantor tem promovido sua carreira solo no país de origem e apenas fez uma breve aparição no clipe de Tempo, música-título do álbum Don’t Mess Up My Tempo, lançado pelo grupo em 2018. Mas, dessa vez, ele vai além da title e sua voz está presente em todo o novo compilado. 

Por fim, o EP conta com sete membros em sua composição: XIUMIN, LAY, BAEKHYUN, CHANYEOL, D.O., KAI e SEHUN. Durante o período de gravação do disco, SUHO e CHEN seguem ausentes devido o serviço militar obrigatório.

  • Save
Da esquerda pra direita: KAI, D.O, XIUMIN, BAEKHYUN, CHANYEOL, SEHUN

Ainda, o tempo desde o último comeback em 2019 foi marcado por diversos acontecimentos importantes, passando pelo serviço militar obrigatório, a formação de família e o embarque nas carreiras de solistas. SUHO entregou aos EXO-Ls seu primeiro mini-álbum, Self-Portrait, enquanto BAEKHYUN veio com seu segundo e terceiro mini-álbum (Delight e Bambi, respectivamente) e o auto-intitulado debut japonês BAEKHYUN, e KAI com seu debut solo, KAI — desses, os dois primeiros já estão no exército. Não podemos deixar de lado a continuação da sub-unit EXO-SC, com SEHUN e CHANYEOL (atualmente no serviço militar), que apresentou seu primeiro Full Álbum, 1 Billion Views. Por fim, LAY lançou seu quarto álbum de estúdio, LIT, dando continuidade à sua estável carreira de solista na China.

 

Don’t Fight The Feeling

  • Save
Capa do álbum

O projeto de cinco faixas intitulado DON’T FIGHT THE FEELING conta uma história de amor, maturidade e a habilidade de adaptação a mudanças, algo bastante comum ao EXO — principalmente pelos últimos anos movimentados. Com um pouco mais de nove anos de carreira, o grupo teve que se adaptar a diversos altos e baixos, sem nunca deixar a força, perseverança e determinação de lado. Mostrando sua união e maturidade, eles passam por todos os problemas da melhor forma possível, sempre juntos. 

Desde sua estreia, o EXO se mostrou como muito mais que apenas um grupo de artistas. Mesmo com a mídia tentando colocar um prazo de validade para eles, indicando que o período de hiatus em decorrência ao serviço militar obrigatório é um “beijo da morte”, o grupo nos prova que, por serem uma família, é sim possível fazer sucesso enquanto caminham por essa encruzilhada, ao mesmo tempo em que seguem produzindo excelentes trabalhos musicais.

 

Siga seus Instintos

O EP começa com a título Don’t Fight The Feeling. A música traz uma mistura de pop, dance, synth e até mesmo alguns acordes gospel no pré-refrão. A vibe é incrivelmente contagiante, já começando num ritmo envolvente que te leva até o final com muito entusiasmo.

Como de praxe, os vocais dos membros harmonizam de maneira espetacular. O que chama atenção na faixa é que ela explora perfeitamente bem o vocal de CHANYEOL, que é um dos principais rappers do grupo, mostrando o que todos os fãs já sabem: o EXO é um grupo full vocal.

LAY surpreende cantando “Pela primeira vez na vida estou apostando na coisa real / Você sabe que estou falando sério”, indicando um dos últimos versos antes do refrão, que dá seguimento para a ponte. Sua linha traz ânimo para os fãs, que por muito tempo não escutavam a voz do chinês com o resto do grupo.

  • Save

A ponte da música é feita por D.O., conhecido pelas mais lendárias do grupo, como por exemplo a do hit Love Shot. E, claro, não poderia faltar os incríveis falsettos e high notes de BAEKHYUN, presentes ao final da canção. 

Já a letra fala sobre acreditar em si mesmo e encoraja quem a escuta a olhar para o futuro, mesmo quando está se passando por algum momento difícil da vida. O refrão diz repetidamente: “Não lute contra o sentimento / Siga seus instintos, baby / Não lute contra o sentimento / Não pense em parar”, combinando muito bem com a situação de COVID-19 em que vivemos, onde as pessoas querem finalmente ficar bem. 

O clipe, assim como parte do visual do álbum, remete ao conceito da Era The Power of Music, que se resume em uma batalha fora da órbita terrestre, expondo um lado mais descontraído e espontâneo. DON’T FIGHT THE FEELING retoma essa essência mais colorida em comparação à época de Obsession, tendo como única semelhança a consolidada história do EXO e seus conflitos intergaláticos, que divertem e sustentam as teorias debatidas entre os fãs.

  • Save
Em destaque, da esquerda pra direita: CHANYEOL, XIUMIN, LAY, SEHUN, KAI, D.O, BAEKHYUN

Algo marcante no vídeo é a presença de backup dancers, sendo a primeira vez que o grupo inclui a presença destes. A coreografia, por sua vez, é bem animada e os momentos finais lembram uma festa no espaço, passando uma certa mensagem de conforto para os EXO-Ls. Tal mensagem é ainda mais fomentada pela utilização de CGI para colocar os sete membros no mesmo frame, já que o membro LAY não pôde viajar até a Coréia devido as restrições impostas pela pandemia.

 

Faixa-a-Faixa

Paradise, a segunda faixa do EP, marcada por um R&B com uma vibe dos anos 90, traz uma melodia bem fresh e gostosa de se ouvir. Intitulada como uma das b-sides favoritas dos EXO-Ls, a música fala sobre ter confiança e conquistar o coração da pessoa em que se ama (“Eu quero chegar perto de você, baby / Com as mãos na sua cintura / Caramba, você me encantou / Você é a única que me obrigou a fazer isso assim”).

Os vocais dos membros mostram-se excepcionais da canção, com os adlibs e harmonização dos integrantes encaixando com a batida meio groovy. É realmente uma das melhores canções já produzidas pelo EXO, fazendo com que você não queira parar de ouvi-la. Ainda, uma das partes favoritas das fãs é a linha entregue à SEHUN, rapper que começou a ter seu vocal explorado há pouco tempo no grupo e através do EXO-SC.

  • Save
Imagens conceituais dos integrantes

A faixa, por ter uma batida envolvente e de certa forma carismática, viralizou entre as EXO-Ls na plataforma do TikTok, com a postagem de diversos vídeos fazendo uma coreografia cativante. Não deixe de participar!

A terceira faixa do DON’T FIGHT THE FEELING chama-se No Matter, uma R&B com uma pegada retrô funky na mesma vibe anos 90 da que a antecede. Os vocais harmoniosos de XIUMIN e LAY no pré-refrão são uma das partes que mais chamam a atenção na música. O piano no fundo dá uma sensação de calmaria juntamente da letra, que diz: “Eu quero ir a algum lugar em um flash / Onde você quiser / Onde quer que nossos pés nos levem / Não importa o que você faça / Não tenha medo”. A mensagem rapidamente se torna clara: você deve viver fazendo o que quiser, não importa o que digam ou o que falem. Seja você! 

A próxima da tracklistRunaway, bate de frente com Paradise no pódio das favoritas. A faixa de rock suave e temperamental combina o piano, o baixo forte e a harmonização das vozes suaves dos membros, deixando o ouvinte completamente arrepiado. Algumas fãs dizem que a faixa lembra muito Oasis, B-side do álbum Don’t Mess Up My Tempo, remetendo a uma trilha sonora de um filme de aventura.

Runaway traz a sensação de estar viajando ou embarcando em uma jornada em busca de algo desconhecido. Se você a escuta com os olhos fechados, sente como se estivesse flutuando. Sério!

  • Save

Uma parte da faixa que chama atenção é o pós-refrão, onde BAEKHYUN e LAY soltam falsettos e high notes afim de trazer um impacto forte pra canção. A letra fala como passar pelos momentos difíceis da vida criando coragem para os enfrentar e, dessa forma, recomeçar sentindo-se mais livre. É uma das melhores músicas já cantadas pelo EXO, ficando grudada na sua cabeça para sempre.

Just As Usual finaliza DON’T FIGHT THE FEELING de uma forma bem serena. A faixa R&B traz uma mistura do violão e piano em uma sonoridade acústica enquanto os membros exibem vocais mais dóceis e suaves, carregando uma vibe bem emocional e a sensação de conforto. O título da música em coreano é “Eu vou te proteger”, garantindo aos fãs que, não importa o que aconteça, eles sempre serão como uma âncora, o porto seguro dos fãs em uma relação de profundo amor e suporte. 

Alguns EXO-Ls nomearam Just As Usual como a Promise 2.0, faixa do Love Me Right, repackage do segundo álbum de estúdio, EXODUS. Ambas as canções expressam a sinceridade e o amor do grupo pelos fãs, sendo uma música muito especial para o fandom.

O pacote ainda é embrulhado junto a um clipe especial, mostrando alguns momentos que o EXO esteve junto durante a preparação do álbum — seja dentro do estúdio ou da sala de prática, em momentos pessoais e descontraídos. Aproximando os fãs do grupo, a faixa, assim como o vídeo, torna-se bem pessoal e traz a sensação de lar. 

 

Quebrando os próprios recordes

DON’T FIGHT THE FEELING trouxe muitos êxitos para o EXO. O EP teve 1.22 milhão de encomendas na pré-venda, batendo o próprio recorde do grupo — que até então era do álbum Don’t Mess Up My Tempo. Ainda, debutou no topo de diversas plataformas ao redor do mundo, ficando em #1 no iTunes de 85 países, alcançando 89 países alguns dias depois. 

O disco também alcançou o #1 em algumas plataformas chinesas de streaming, como QQ Music (que garantiu à eles o Triple Platinum, sendo o álbum mais rápido do EXO a conseguir o certificado), KuGou e o KuWo Music. O álbum também debutou em #1 no United World Chart, ranking mundial compilado pela Media Traffic, com um total de 939.000 vendas.

Por fim, em uma semana de vendas, DON’T FIGHT THE FEELING atingiu a marca de um milhão de vendas na GAON Chart, marcando o sêxtuplo título de Million Seller. Assim, o grupo mostra sua popularidade intacta e poder indiscutível, continuando seu legado como um dos maiores grupos de K-pop de todos os tempos.

 

uma nova etapa

O tempo em que as atividades em grupo estavam relativamente pausadas foi muito importante para a percepção de amadurecimento dos integrantes do grupo sino-coreano, tanto como pessoas quanto como músicos. Podendo explorar seus talentos em outros âmbitos (como a atuação), essas aventuras trouxeram crescimento e popularidade tanto para a carreira individual dos membros quanto para o EXO como um todo. E a evolução, principalmente vocal, de todos os sete participantes desse comeback é perceptível para qualquer fã que escute o DON’T FIGHT THE FEELING, valendo cada segundo. 

Ao final, a obra musical mostra-se muito mais do que apenas um álbum, sendo uma coletânea especial pensada como uma mensagem única, inspiradora e reflexiva para quem o escuta. Os membros ainda comentam que esse álbum é especialmente voltado para os fãs do grupo. Em uma mensagem através do aplicativo Bubble, KAI afirma: “Não preste atenção em nada além deste álbum, ele foi feito especialmente para você”.

  • Save

Agora, para que EXO tenha um retorno completo, a expectativa é de o grupo entre em um outro hiatus, já que parte dos integrantes ainda estão cumprindo (SUHO, CHANYEOL, CHEN, BAEKHYUN) ou irão cumprir (KAI e SEHUN) o serviço militar obrigatório. Embora os fãs estejam se preparando para viver outro ano apenas de atividades individuais envolvendo álbuns solo, doramas e programas de variedades, não se pode excluir a possibilidade do retorno do grupo incluindo SUHO, CHEN e CHANYEOL, que vão concluir seus alistamentos em 2022.

Mas, mesmo diante de todas as turbulências, constantes mudanças de line-up, alistamentos e longos hiatus, o grupo mostra seu carinho com os EXO-Ls ao tirar um tempo para pensar em cada detalhe de produção do álbum, conseguindo tocar corações e trazer uma bela mensagem de superação e coragem para enfrentar os obstáculos da vida. Com o DON’T FIGHT THE FEELING, o EXO retorna com muita força e mostra que eles ainda seguirão impactando o mundo do K-pop com sua música.

agnes nobre

tem 21 anos e estudante de Jornalismo. apaixonada pela escrita e pela fotografia, sempre busca crescer e se aprimorar nisso. está sempre disposta a explorar e experimentar as áreas que o jornalismo proporciona. tem um catálogo de séries inacabadas e assistidas pela metade, um gosto musical de pré adolescente, e nunca nega uma cerveja!

Back To Top
Right Menu Icon
Share via
Copy link
Powered by Social Snap