Os 30 anos de “Edward Mãos de Tesoura”

Os 30 Anos De “Edward Mãos De Tesoura”
[tempo de leitura: 4 minutos]

“Edward Mãos de Tesoura” segue como um dos melhores filmes de Tim Burton, combinando fantasia e drama em uma história forte.


EEdward Mãos de Tesoura é daqueles filmes que no início causam medo, mas depois você acaba se apegando a ingenuidade do personagem e se encanta com a história. Esse clássico de Tim Burton, lançado em 1990, completa 30 anos desde sua estreia e segue sendo um dos filmes preferidos que o diretor já produziu – de acordo com ele mesmo.

Além disso, o longa obteve uma receita muito acima do esperado, já que o orçamento de apenas U$20 milhões rendeu na bilheteria U$86 milhões na época. Mas o que fez de Edward Mãos de Tesoura tão especial? A habilidade de Tim Burton em contar a história de um personagem sombrio que, por trás da palidez no rosto, há um ser humano ingênuo em busca de aceitação.

 

A TRAMA

Edward Mãos de Tesoura começa a partir de um flashback de uma senhora que, para explicar de onde vem a neve, conta para sua neta a história de Edward (Johnny Depp). Partindo para o núcleo do enredo principal, a família de Peg Boggs (Dianne Wiest) vive numa vizinhança pacata onde todas as casas são coloridas e as pessoas se preocupam com a aparência, fazendo de tudo para se encaixar num padrão de beleza. Entretanto, uma mansão abandonada no alto da colina com aspectos de escuridão contrasta com a vizinhança cheia de cor.

Peg é uma vendedora de cosméticos. Na tentativa de conseguir novos compradores, resolve conhecer a mansão e encontra Edward, um jovem que possui tesouras no lugar das mãos. Ela resolve levá-lo para a casa e o ensina a conviver em sociedade. Ao chegar na cidade, todos estão ansiosos em conhecê-lo e não demora muito para ele se tornar uma celebridade. As habilidades de Edward com as tesouras impressionam os moradores e ele passa a cuidar do jardim dos vizinhos, fazer cortes inusitados no cabelo das mulheres e até mesmo em seus pets.

  • Save

A história pode ser vista como um conto de fadas sombrio, pois secretamente Edward se apaixona pela primeira vez por Kim (Winona Ryder), filha de Pegg – mas a história de amor entre ambos não termina com um final feliz.

A vizinhança aproveita da bondade e inocência do Edward para satisfazer seus gostos e, a partir do momento que ele não é mais útil, o coletivo começa a encará-lo como um monstro. O declínio dessa adoração começa na tentativa de Edward em ajudar Kim a assaltar a casa de seu namorado. Porém, o roubo dá errado e ele acaba sendo o único acusado, passando então a ser encarado como uma aberração.

Kim, que no começo não demonstra sentimentos por Edward, reconhece que o ama e na tentativa de protegê-lo pede para que ele fuja para a mansão e faz todos acreditarem que ele morreu. E é por isso, nunca deixou de nevar desde aquela noite: em todas as noites desde então, Edward esculpe esculturas de gelo de suas boas lembranças vivendo na cidade, criando a neve por toda a vizinhança.

O que chama a atenção no personagem principal de Edward Mãos de Tesoura é a sua pura inocência, resultado de sua abstenção da vida em sociedade que resulta na pessoa sem malícias ou maldade que é. Ele cria um mundo interior cheio de fantasias, uma realidade repleta de magia e sensibilidade.

  • Save

Inspirado pelo Expressionismo Alemão, Burton utiliza a cor preta e elementos visuais mais grotescos – remetendo ao aspecto gótico do movimento artístico na Alemanha – para passar que Edward é o oposto de uma sociedade imersa em preservar as aparências.

Um verdadeiro clássico dos anos 90 e um dos melhores filmes de Tim Burton, Edward Mãos de Tesoura demonstra aquele verdadeiro clichê: o amor vai além das aparências. A história também dá a lição de que é preciso conhecer o interior das pessoas, pois por trás de todo aspecto horripilante de Edward, havia um ser humano puro, capaz de amar e que estava em busca de aceitação.


CINCO CURIOSIDADES DO FILME
Ao ver Johnny Depp na pele de Edward parece impossível acreditar que Tim Burton tinha outras opções para o papel. Porém, Tom Cruise, Jim Carrey, Robert Downey Jr. e até mesmo o Rei do Pop, Michael Jackson, eram cotados para interpretar o protagonista.

O bairro onde passa as cenas de Edward Mãos de Tesoura é real, estando localizado nos arredores de Tampa, na Flórida (EUA). Durante as filmagens, os moradores ficaram hospedados num hotel. Além disso, todas as casas foram pintadas em alusão a vizinhança onde Burton cresceu em Burbank, na Califórnia.

Edward Mãos de Tesoura marcou a primeira parceria de sucesso entre Johnny Depp e Tim Burton. Após o longa, eles refizeram a parceria em Ed Wood (1994), A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999), A Noiva Cadáver (2004), A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005), Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (2007), Alice no País das Maravilhas (2010) e Sombras da Noite (2012);

Você já parou para reparar que Edward não possui muitas falas? Durante todo a projeção, o personagem fala apenas 169 palavras. Por isso, a expressão do ator era extremamente importante para demonstrar as emoções do protagonista.

Outro detalhe interessante de Edward Mãos de Tesoura é que, ao decorrer das cenas, as cicatrizes no rosto de Edward vão mudando, pois a produção da maquiagem levava cerca de 2 horas para ficar pronta. Haja base e corretivo, não é mesmo?

Vitoria Cristine

vitoria cristine

tem 20 anos e cursa Jornalismo na Unesp de Bauru (SP). é canceriana, amante da sétima arte, adora séries clichês e ama o modo como a comunicação proporciona a diversidade cultural e o enriquecimento de sua escrita.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap