fbpx

A comédia romântica lésbica de Natal

[tempo de leitura: 3 minutos]

“Alguém Avisa?” tenta ser um romance lésbico natalino, mas falha em uma caracterzação interessante e acaba apenas como um filme incômodo.


LLançado nos Estados Unidos em 25 de novembro de 2020, pela Hulu, Alguém Avisa? traz Kristen Stewart e Mackenzie Davis como o casal Abby e Harper. Imagino que, assim como eu, várias lésbicas de plantão aguardaram ansiosamente por um filme natalino com essa temática, que fosse leve e aquecesse nosso coraçãozinho nesse 2020 tão caótico. Mas, infelizmente, entre as diversas sensações despertadas ao assistir a produção, o desconforto foi a que me dominou drasticamente.

Alguém Avisa? começa com Abby e Harper em um tour de decorações natalinas pela cidade. Um casal de mulheres adultas e independentes, vivendo um romance aparentemente desimpedido. Em meio a toda a empolgação do momento, Harper convida Abby para passar o natal na casa de seus pais e Abby, mesmo surpresa e um tanto hesitante, aceita. Tudo perfeito, amo! E aí, a gente segue acreditando que seria um filminho fofo e bobo, talvez no estilo das comédias românticas com Adam Sandler (ou algo do tipo), mas temos nossas expectativas totalmente frustradas.

A caminho da casa dos sogros, Abby é surpreendida por Harper que revela ainda não ter assumido seu relacionamento amoroso para a família e espera que Abby se passe por uma amiga hétero que irá acompanhá-la no natal. A questão toda é chocante e é possível se decepcionar junto com Abby, que acreditou que sua namorada havia contado sobre elas e que seria aceita como sua namorada no natal em família.

  • Save

Durante todo o filme, Abby está totalmente desconfortável e tenta se aproximar da família de Harper passando por várias situações vergonhosas e nada cômicas. Em diversas cenas de Alguém Avisa? eu quis abraçar a Abby, tirá-la daquela situação e levá-la para bem longe da Harper, principalmente. Foram raros os momentos em que me senti assistindo a uma comédia romântica de fato.

O roteiro, escrito por Mary Holland e Clea DuVall, lembra algumas séries adolescentes onde a trama envolvendo um casal homo se limita ao corriqueiro “sair do armário” e a aceitação familiar, como se toda a vivência diferente da heterossexual se tratasse, exclusivamente,  dessa questão. Digo, por que não aproveitar o espaço e trazer uma história de amor lésbica sem todas essas questões? É importantíssimo tratar de aceitação familiar, só que já existem muitas produções com essa abordagem, chega a ser cansativo.

Outro ponto importante é que a construção da personagem Harper nos faz sentir certa aversão, pois apesar de saber que a sua família iria rejeitar sua orientação sexual e o seu relacionamento homoafetivo, ela escolhe colocar Abby em uma situação extremamente desconfortável sem aviso prévio e tem várias atitudes que ferem os sentimentos de sua namorada quando poderia lidar de outra forma com a situação.

  • Save
Kristen Stewart e Mackenzie Davis, respectivamente

Enfim, a produção tinha tudo para aproveitar a empolgação do público e entregar um filme que seguisse a premissa de comédia romântica natalina, trazendo algo diferente do que estamos acostumadas a ver em filmes de temática lésbica. Os “não podemos demonstrar afeto em público” ou “ainda preciso me assumir” já são os clichês dos clichês em filmes LGBTQIA+. Alguém Avisa? poderia ter investido em mais cenas de afeto entre o casal principal e em mais momentos realmente cômicos entre Abby e a família de Harper, já que nos prometeram uma comédia romântica, não é mesmo? Acho que não seria pedir muito, sabe.

0
Melissa Vitoriano

melissa vitoriano

tem 20 anos. estudante de jornalismo na UNESP Bauru. filha da Lua em sagitário e do Sol em leão, não deixa de curtir as coisas boas da vida, seja uma cerveja com os amigos naquele rolê de cada dia, ou uma boa série no conforto de casa. com gostos bem variados, é a própria admiradora de Amy Winehouse e Rihanna.

Back To Top
Right Menu Icon
Share via
Copy link
Powered by Social Snap