fbpx
"Alguém Avisa?" tenta ser um romance lésbico natalino, mas falha em uma caracterzação interessante e acaba apenas como um filme incômodo.

“Alguém Avisa?” tenta ser um romance lésbico natalino, mas falha em uma caracterzação interessante e acaba apenas como um filme incômodo.


LLançado nos Estados Unidos em 25 de novembro de 2020, pela Hulu, Alguém Avisa? traz Kristen Stewart e Mackenzie Davis como o casal Abby e Harper. Imagino que, assim como eu, várias lésbicas de plantão aguardaram ansiosamente por um filme natalino com essa temática, que fosse leve e aquecesse nosso coraçãozinho nesse 2020 tão caótico. Mas, infelizmente, entre as diversas sensações despertadas ao assistir a produção, o desconforto foi a que me dominou drasticamente.

https://www.youtube.com/watch?v=OX2KysLFLI0

Alguém Avisa? começa com Abby e Harper em um tour de decorações natalinas pela cidade. Um casal de mulheres adultas e independentes, vivendo um romance aparentemente desimpedido. Em meio a toda a empolgação do momento, Harper convida Abby para passar o natal na casa de seus pais e Abby, mesmo surpresa e um tanto hesitante, aceita. Tudo perfeito, amo! E aí, a gente segue acreditando que seria um filminho fofo e bobo, talvez no estilo das comédias românticas com Adam Sandler (ou algo do tipo), mas temos nossas expectativas totalmente frustradas.

A caminho da casa dos sogros, Abby é surpreendida por Harper que revela ainda não ter assumido seu relacionamento amoroso para a família e espera que Abby se passe por uma amiga hétero que irá acompanhá-la no natal. A questão toda é chocante e é possível se decepcionar junto com Abby, que acreditou que sua namorada havia contado sobre elas e que seria aceita como sua namorada no natal em família.

Durante todo o filme, Abby está totalmente desconfortável e tenta se aproximar da família de Harper passando por várias situações vergonhosas e nada cômicas. Em diversas cenas de Alguém Avisa? eu quis abraçar a Abby, tirá-la daquela situação e levá-la para bem longe da Harper, principalmente. Foram raros os momentos em que me senti assistindo a uma comédia romântica de fato.

O roteiro, escrito por Mary Holland e Clea DuVall, lembra algumas séries adolescentes onde a trama envolvendo um casal homo se limita ao corriqueiro “sair do armário” e a aceitação familiar, como se toda a vivência diferente da heterossexual se tratasse, exclusivamente,  dessa questão. Digo, por que não aproveitar o espaço e trazer uma história de amor lésbica sem todas essas questões? É importantíssimo tratar de aceitação familiar, só que já existem muitas produções com essa abordagem, chega a ser cansativo.

Outro ponto importante é que a construção da personagem Harper nos faz sentir certa aversão, pois apesar de saber que a sua família iria rejeitar sua orientação sexual e o seu relacionamento homoafetivo, ela escolhe colocar Abby em uma situação extremamente desconfortável sem aviso prévio e tem várias atitudes que ferem os sentimentos de sua namorada quando poderia lidar de outra forma com a situação.

Kristen Stewart e Mackenzie Davis, respectivamente

Enfim, a produção tinha tudo para aproveitar a empolgação do público e entregar um filme que seguisse a premissa de comédia romântica natalina, trazendo algo diferente do que estamos acostumadas a ver em filmes de temática lésbica. Os “não podemos demonstrar afeto em público” ou “ainda preciso me assumir” já são os clichês dos clichês em filmes LGBTQIA+. Alguém Avisa? poderia ter investido em mais cenas de afeto entre o casal principal e em mais momentos realmente cômicos entre Abby e a família de Harper, já que nos prometeram uma comédia romântica, não é mesmo? Acho que não seria pedir muito, sabe.

Compartilhe

Twitter
Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn
Pocket
relacionados

outras matérias da revista

Na Prateleira de Cima
Vitória C. Rocho

Na Prateleira de Cima / “Spotlight – Segredos Revelados”

“Essa investigação teve um resultado perturbador – dezenas de padres de Boston haviam molestado menores, e em muitos casos os bispos tinham conhecimento desse abuso –, revelado em uma série de reportagens publicadas no começo de 2002, o que deu início a um dos mais graves desafios à hegemonia da Igreja Católica na atualidade.”   Publicado originalmente nos Estados Unidos sob o título Betrayal: The Crisis in the Catholic Church em 2002, Spotlight – Segredos Revelados relata as descobertas feitas a partir da investigação de um grupo de jornalistas que vieram a ganhar o Prêmio Pulitzer em 2003, ano seguinte

Leia a matéria »
Back To Top