fbpx

A volta da barraca teen

[tempo de leitura: 5 minutos]

“A Barraca do Beijo 2” dá sequência ao sucesso teen da Netflix, agora em uma trama mais previsível que deixa gancho para um terceiro filme.


Nota da Colab: este texto contém spoilers!

 

OO fenômeno adolescente A Barraca do Beijo estreou na Netflix em Maio de 2018 e conquistou milhares de fãs ao redor do mundo. A trama gira em torno da vida estudantil e amorosa da jovem Elle Evans (Joey King), que no primeiro filme precisou balancear a amizade com o melhor amigo Lee Flynn (Joel Courtney) e o namoro escondido com o irmão dele, Noah (Jacob Elordi). O longa metragem terminou com Noah indo estudar em Harvard e engatando um namoro a distância com Elle.

O sucesso foi tanto que o filme teen ganhou uma sequência nesse mês de julho e têm agradado bastante os seguidores fiéis da história, mas não ao público em geral. A data de lançamento inicial era para o início de 2020, mas foi adiado graças ao enredo do filme, uma vez que diversas críticas foram feitas durante o grupo focal em Los Angeles. Antes do lançamento nas plataformas de streaming ou cinema, é muito comum que a produção faça uma exibição para um grupo restrito de pessoas e logo depois organize uma discussão para entender a reação do público.

No caso de A Barraca do Beijo 2, o evento aconteceu em dezembro de 2019 e quem estava presente pôde conferir uma edição com mais de três horas de filme, sem pós-produção finalizada, cenas com tela verde, trilhos de câmera e com praticamente todo o material gravado. O interessante de participar desses eventos é que é possível entender o que funcionou ou não para o público e quais mudanças serão feitas no produto final.

Em A Barraca do Beijo 2 muitas cenas foram deletadas e várias contribuíam para o desenvolvimento dos personagens e o aprofundamento da história, o que impactou bastante no resultado. A premissa inicial se manteve e os diversos problemas que a personagem enfrenta também, mas tudo em um tempo bem menor. Todas as relações nesse filme ficaram vazias e superficiais, até mesmo as que já existiam no primeiro filme. São inúmeros acontecimentos novos a cada segundo e a maioria foi simplesmente atirada aos olhos do espectador. Esse mesmo problema já havia acontecido anteriormente, mas o foco do filme foi muito bem definido – porém, houve um problema em ambos aspectos nessa continuação.

A história começa com lembranças de Elle e Noah se divertindo antes dele partir novamente para Harvard. Acompanhamos o último ano letivo de Elle e Lee, a proposta para a realização de uma nova barraca do beijo e as dificuldades de um relacionamento a distância. Ainda, vemos a forma como a amizade de Elle e Lee afeta diretamente o relacionamento do garoto com Rachel (Meganne Young), a indecisão de Elle sobre qual universidade escolher, a falta de dinheiro para aplicar para as escolas e ainda um possível romance com o garoto novo da escola.

  • Save
Elle e Marco

São muitos desafios para a protagonista e uma longa jornada a ser cumprida, o que se torna o primeiro problema do filme. O diretor Vince Marcello abordou muitos assuntos em uma mesma obra, que poderia ter sido transformada facilmente em duas produções. Foram tantos assuntos discutidos que nada foi realmente executado com maestria e ficou totalmente previsível.

Um dos grandes focos dessa continuação foram as dificuldades do namoro de Elle e Noah e a aproximação da jovem com Marco (Taylor Zakhar Perez), o novo queridinho da escola. Existe um motivo para a interação entre Marco e Elle, mas a proporção que isso toma em A Barraca do Beijo 2 o não condiz com o que é mostrado.

Em pouco tempo de tela os dois passam de desconhecidos à amigos, compartilhando problemas pessoais e disputando uma competição de dança juntos – assim, eles estão extremamente envolvidos e ele perdidamente apaixonado por ela. Não é mostrado nada sobre o passado do personagem ou suas motivações, fazendo com que Marco simplesmente cumpra um papel de interesse romântico da protagonista. Não é possível criar nenhum tipo de conexão mais íntima com o personagem, uma vez que não sabemos nada de sua história. O mesmo acontece com Chloe, o possível interesse romântico de Noah em Harvard. Ela é uma personagem completamente descartável e poderia ser substituída facilmente.

  • Save

A estrutura e linguagem escolhidas em A Barraca do Beijo 2 seguem o mesmo padrão do primeiro filme e algumas situações acontecem até da mesma forma. Este último é, inclusive, um ponto negativo, uma vez que essas cenas repetidas poderiam dar lugar para outras cenas mais relevantes que influenciaram no aprofundamento do enredo.

No primeiro filme, um dos principais problemas foi a forma como amizade e relacionamentos amorosos foram retratados e dura críticas foram feitas a produção. A relação de Ellen com os garotos era extremamente abusiva, a mulher era tratada apenas como fútil e um corpo bonito e Elle era respeitada pelo fato de ser amiga dos irmãos Flynn. O temperamento explosivo e agressivo de Noah foi romantizado e Elle foi colocada no posto de salvadora, sendo a única que conseguia acalmar o jovem. Devido à má repercussão dessas situações, o diretor mudou drasticamente o tom da sequência e o personagem de Noah se tornou muito carinhoso e calmo. A mudança foi evidente, o que reforçou ainda mais a ideia de que a mulher pode mudar o comportamento de um homem.

Apesar de mudanças terem sido aderidas em relação ao namoro da protagonista e o papel dos homens na história, a tóxica relação de amizade entre Lee e Elle não mudou e ainda é possível evidenciar alguns momentos em que isso é mostrado nesse segundo filme. Os dois fazem tudo junto e vivem em função do outro, o que acaba afetando não só a vida pessoal de ambos, mas também quem está ao redor. Eles sempre buscam a aprovação do outro em tudo que fazem e vivem no constante medo de se decepcionarem. Por se tratar de uma obra adolescente, temáticas como essas devem pensadas cuidadosamente, pois inúmeros adolescentes são influenciados por esse tipo de conteúdo e se espelham muito em histórias cinematográficas.

  • Save
Elle e Noah

Elle e Noah ou Elle e Marco? A Barraca do Beijo 2 continua agradando os fãs e têm gerado muito alvoroço online devido a divisão de fãs que shippam Elle com cada um dos meninos. O filme tem um final desenvolvido rapidamente e de forma bem previsível, acontecendo como o esperado, mas um gancho é deixado nos últimos minutos. A Netflix já confirmou o terceiro filme da saga e, uma vez que Elle é aprovada nas duas universidades em que aplicou, agora precisa decidir qual caminho escolher e se vai seguir os planos com o amigo ou se mudar para perto do namorado – uma trama que faz todo sentido ser explorado na produção vindoura.

Laísa Santos

laísa santos

Cineasta, Fotógrafa e pseudo Cozinheira. apaixonada por queijo quente, fotos preto e branca e claro, Tim Burton. fazendo arte em Los Angeles desde 2019.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap