O adeus e uma homenagem à Naya Rivera

O Adeus E Uma Homenagem à Naya Rivera
[tempo de leitura: 7 minutos]

Naya Rivera, a eterna Santana Lopez de Glee, partiu aos 33 anos e deixa um legado inesquecível de músicas e personagens memoráveis.


DDesde 2013, o dia 13 de julho se tornou uma data difícil para os fãs e o elenco de Glee. A data é marcada pela morte de Cory Monteith, que deu vida à Finn Hudson no seriado estadunidense. Este ano, o dia ganhou mais um motivo para tristeza com a inesperada partida de Naya Rivera, a inesquecível Santana Lopez. A atriz foi homenageada por amigos, colegas de elenco e fãs por seu talento, carisma e incrível potência vocal. Naya deixou um legado para milhares de pessoas que acompanharam sua carreira, iniciada na sitcom The Royal Family e imortalizada em Glee. É hora de revisitar este caminho e relembrar os melhores momentos da atriz.

 

Naya Rivera

  • Save
Naya Marie Rivera nasceu em 1987, em Valência, Califórnia. A atriz de descendência porto riquenha começou a carreira estrelando comerciais e desfiles de moda ainda bebê. Com apenas quatro anos, Naya integrava o elenco de The Royal Family, sitcom produzido por Eddie Murphy que contava a história de Al Royal (Redd Foxx) e sua esposa Victoria (Della Reese), lidando com o retorno da filha Elizabeth (Mariann Aaida) para casa com seus três filhos, Curtis (Larenz Tate), Kim (Sylver Gregory), e Hillary, interpretada por Naya. A personagem se destacou pela idade da atriz na época, que mesmo tão nova, conquistou o público e chegou a receber uma indicação ao Young Artists Awards por sua atuação. Infelizmente, o seriado foi cancelado após uma temporada, devido a morte de Redd Foxx em 1991.

A produção, no entanto, rendeu à atriz participações em diversos programas: entre 1992 e 2002, Rivera pequenos papéis em Um Maluco no Pedaço, Family Matters, Live Shot, Baywatch, Smart Guy, The Jersey, House Blend, Even Stevens e Mestre do Disfarce. No anos seguintes, continuou participando de seriados, como CSI Miami, até o grande pontapé em 2009: Naya foi escalada para interpretar Santana Lopez, em Glee.

 

O LEGADO DE SANTANA LOPEZ

O seriado Glee, produzido pela FOX, se tornou um fenômeno mundial em 2009. A atração se passa na fictícia William McKinley High School, em Lima, Ohio, e conta a história de um grupo de estudantes que entram para o Glee Club, grupo de coral do colégio comandado pelo professor Will Schuester (Matthew Morrison). O projeto musica, que começa com apenas cinco integrantes, logo reúne mais participantes, motivados pelo desejo de ser uma estrela, ciúmes e até mesmo espionagem para clubes rivais. Assim, Nerds, jogadores de futebol, líderes de torcida e ‘esquisitos’ se unem neste improvável coral.

Além de tramas como bullying, gravidez na adolescência, religião e popularidade, Glee é marcada pelo humor e performances musicais em todos os episódios. Santana começou sua trajetória na série como uma líder de torcida má e braço direito de Quinn Fabray (Dianna Agron), chefe das líderes de torcida. Na primeira temporada, a atriz não teve tanto destaque, mas não demorou para que o talento de Naya Rivera se destacasse. O primeiro solo veio no quinto episódio da segunda temporada, The Rocky Horror Glee Show, com a música de abertura do famoso show da Broadway que inspira o episódio, Science Fiction Double Feature. O nono episódio da temporada marcou outra interpretação memorável, com Valerie, de Amy Winehouse, na voz de Rivera.

Com mais tempo de tela, a história de Santana sofreu uma reviravolta com a revelação de sua homossexualidade. O romance com a amiga e líder de torcida Brittany Pierce (Heather Morris) se tornou um grande plot da série, abordando o bullying, preconceito e o processo de aceitação que Santana teve que passar ao se assumir. Logo, o casal passou a ser amado pelos fãs, e o ship Brittana se tornou referência para outros casais LGBTQIAP+. A performance de Naya Rivera ajudou meninas e adolescentes que, assim como Santana, enfrentavam uma batalha interna. No sétimo episódio da terceira temporada, a luta contra o preconceito é abordada com a performance de I Kissed a Girl, de Katy Perry, que une as meninas da série em apoio a cheerleader, que passou a sofrer bullying no colégio após se assumir.

Um dos grandes destaques do casal Brittana na série é o solo da música Mine, de Taylor Swift, cantado por Santana para Brittany pouco antes do término do casal. Além dos vocais marcantes, a emoção de Rivera na performance é notável. A história da personagem aborda ainda as dificuldades de se assumir para a família. Ainda no sétimo episódio da terceira temporada, Santana se assume gay para a avó, católica devota, e enfrenta o julgamento da família. Por fim, a adolescente decide que não vai se desculpar por ser quem é, e desiste de tentar recuperar a aprovação da avó.

Glee passou diversas mensagens importantes para garotas LGBTQIAP+, principalmente porque o tema não era amplamente discutido na época. Neste sentido, a personagem foi um respiro de alívio para meninas que se sentiam culpadas por amar alguém do mesmo sexo.

  • Save
Naya Rivera em “Glee”

Apesar de ser caracterizada como a líder de torcida má, Santana foi uma das personagens mais amadas pelo público. Rivera soube equilibrar com maestria os momentos de “menina má” com o lado doce e protetor da líder de torcida, que defendia os amigos e a namorada. Conhecida por seu atrevimento, a personagem teve vários discursos em que debochava de outros personagens, principalmente antagonistas como a treinadora das líderes de torcida Sue Silvester (Jane Lynch) com xingamentos hilários. A representatividade latina também é uma marca de Santana, que carregava com orgulho sua descendência.

É doloroso, mas é preciso destacar uma das performances mais icônicas de Rivera em toda a série: If I Die Young, originalmente interpretada pela banda The Band Perry, foi exibida no episódio The QuarterBack, em homenagem ao ator Cory Monteith, que faleceu vítima de uma overdose. Trata-se de um dos episódios mais tristes de Glee, já que o personagem de Monteith também morre na trama. Assim, atores e personagens se uniram no processo de luto para interpretar e cantar a tristeza daquele momento. Santana inicia sua performance, apenas com voz e violão, mas sai chorando ao final da música. O momento, no entanto, não estava no roteiro. Naya Rivera não conseguiu terminar a música e realmente se emocionou com a perda do amigo e colega de elenco. O acontecimento se tornou um dos momento mais humanizados e emotivos de Santana.

 

DURANTE E DEPOIS DE “GLEE”

Glee chegou ao fim em 2015 após seis temporadas e Naya Rivera permaneceu na série como personagem principal até o fim. Ao longo da participação no seriado, a carreira de Naya estava em plena ascensão, com participação em vários trabalhos diferentes.  Foi destaque na capa da revista Latina Magazine, estreou o terceiro episódio da série da MTV This Is How I Made It, contando sobre sua carreira na infância e sua grande oportunidade em Glee. Em 2013, lançou seu primeiro single em carreira solo, Sorry, com participação de seu ex-noivo Big Sean, alcançando o primeiro lugar no iTunes estadunidense, brasileiro e em mais outros quinze países. O álbum, infelizmente, nunca chegou a ser lançado e a música nunca foi trabalhada amplamente.

2014 foi um ano movimentado na vida da atriz: ela casou com Ryan Dorsey e protagonizou o filme de terror At The Devil’s Door. Na trama, ela interpreta Vera, que investiga a morte da irmã, corretora de imóveis que tentava vender casa onde eventos sobrenaturais aconteciam.

Naya Rivera também participativa frequentemente de photoshoots enquanto filmava a sexta e última temporada de Glee. No dia 17 de setembro de 2015, nasceu Josey Hollis Dorsey, filho do casal. Entre 2013 e 2017, foi convidada a participar de diversas atrações como convidada especial: Fashion Police, Styled to Rock, The Real Housewives of Atlanta, American Dad! e RuPaul’s Drag Race.

 

STEP UP: HIGH WATER

Em 2018, estreou a série Step Up: High Water, baseada na franquia de filmes sobre dança Step Up (em português, Se Ela Dança, Eu Danço). A série trouxe Naya Rivera de volta ao universo das escolas cênicas. A trama acompanha os alunos e a faculdade de High Water, uma exigente escola de artes cênicas em Atlanta, abordando a trajetória dos gêmeos Tal e Janelle após se mudarem de Ohio.

  • Save
Ne-Yo e Naya Rivera em “Step Up: High Water”

Naya integrou elenco recorrente da série interpretando Colette Jones, diretora da escola High Water. O seriado mostrou Rivera em um papel diferente, dessa vez não como adolescente, mas como autoridade, missão que cumpriu muito bem. A personagem apresenta um tom de seriedade como diretora de escola, mas resgata o atrevimento e a personalidade de Santana em alguns momentos. Um destaque da produção e da atriz é a química em cena com o cantor Ne-Yo, que interpreta Sage Odom, fundador da escola de artes. Os personagens entram em atrito diversas vezes ao longo da trama, com a tensão bem interpretada, e também se destacam nas performances de dança.

A série foi confirmada para a terceira temporada, que já tinha alguns roteiros prontos e iria focar na história de Sage e Collette, seu relacionamento e os problemas que ameaçavam a escola de artes, até acusações criminais.

 

POLÊMICAS

Em setembro de 2016, Naya Rivera lançou seu polêmico livro Sorry Not Sorry: Dreams, Mistakes and Growing Up. A obra é uma biografia em que a atriz revela detalhes e segredos sobre sua vida e seus trabalhos, muitos dos quais chocaram o público. Naya revelou que sofreu um aborto durante as gravações de Glee, pouco depois do primeiro término com o então marido Ryan Dorsey, e que já sofreu com anorexia. Rivera também abordou uma tensão entre ela e a colega de elenco em Glee, Lea Michele, que interpreta a protagonista Rachel Berry.

No livro e em entrevistas, a atriz conta que as duas eram extremamente competitivas, e que quando Santana passou a ter mais tempo de tela, Michele não ficou nada feliz. Os fãs ficaram chocados com a informação, já que o elenco parecia ser extremamente unido. Ela relembrou ainda do namoro com o colega Mark Salling, o Puck de Glee, que cometeu suicídio em 2016 após ser acusado de possuir pornografia infantil. De acordo com a atriz, “Deus a protegeu” e ela se sente grata por Salling ter terminado a relação em 2010.

 

LEMBRANÇA

Naya Rivera passou sua vida inteira nas telas, e deixa um legado inesquecível. Glee a lançou não somente ao estrelato, mas imortalizou uma personagem que é símbolo e inspiração para a comunidade LGBTQIAP+, dando a voz a milhares de pessoas que se sentem reprimidas por sua sexualidade. Dar vida à Santana fortaleceu adolescentes que precisavam de um modelo para não ter medo de abraçarem quem realmente são.

  • Save

Rivera se mostrou extremamente talentosa em todos os seus trabalhos, conquistando cada vez mais espaço, seja com participações menores ou papéis de maior protagonismo. A atriz possuía, além das habilidades em atuação, uma voz inesquecível, além de ser uma excelente dançarina. Step Up: High Water mostrou ainda mais as capacidades da atriz, desafiando em um papel de destaque na websérie com tramas da vida adulta e do mundo das artes cênicas. De Hillary à Colette: a carreira e a vida de Naya Rivera serão sempre relembrados, com a certeza de que o caminho que ela iria trilhar seria brilhante.

Sylvia Amorim

sylvia amorim

estudante de Jornalismo, ariana e apaixonada por Séries. ama escrever e é viciada em Rock e histórias de amor.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap